Cancelamento de contratos trará economia de R$ 16,6 milhões

A Secretaria de Governo da Prefeitura de Poá anunciou, ontem, que iniciou estudos para rompimento de contratos não essenciais, visando cortar custos para equilibrar a saúde financeira do município. O primeiro levantamento apontou contratos que, após análise, acarretará em mais de R$ 16 milhões de economia aos cofres públicos.

De acordo com o secretário de Governo, Marcio Borzani, o Marcio Bossal, a ação segue à risca a determinação da prefeita Marcia Teixeira Bin de Sousa, a Marcia Bin, que é enxugar os custos da prefeitura, o máximo possível. "Foram apenas 10 dias de governo, até o momento, mas já tomamos decisões que visam deixar o município estável, financeiramente falando, e para isso, estamos 'cortando na própria carne', mostrando para a população que o trabalho é feito com os pés no chão e respeitando o dinheiro público", disse.

Dentre os contratos que constam na planilha de corte, está o da Zetta Frotas, empresa especializada em locação de veículos com motorista
(R$ 1.324.200,84). "Estamos empenhados em reorganizar Poá e, para isso, é necessário o levantamento e análise destes documentos", enfatizou Bossal, complementando que a avaliação de contratos está, apenas, no início. "Esse governo será pautado pela transparência, vamos mostrar aos cidadãos que queremos o melhor para Poá e estamos nos dedicando para isso", concluiu.