Modernizar a Câmara de Mogi é a promessa do presidente

Em entrevista exclusiva ao Grupo MogiNews/DAT, o presidente da Câmara de Vereadores de Mogi das Cruzes, Otto Rezende (PSD) revelou que a principal prioridade do primeiro ano da nova Legislatura será a modernização dos trabalhos realizados na Casa de Leis, assim como uma maior abertura e transparência dos trabalhos realizados.

O presidente do Legislativo mogiano ressaltou que, desde a cerimônia de posse no início do ano, o trabalho tem sido realizado todos os dias junto aos outros 22 parlamentares, tanto para a consolidação das Comissões Permanentes quanto para os temas que serão tratados ainda nos primeiros 60 dias.

Uma das propostas para a modernização da Câmara é a mudança do horário das sessões ordinárias, que atualmente acontecem no período da tarde e seriam transferidas para as 18h, no período da noite. O objetivo da medida é aumentar a audiência em potencial pela presença nas galerias do Plenário e pelo acompanhamento pela internet, rádio ou televisão, o que daria maior visibilidade não apenas às propostas, mas aos posicionamentos dos participantes.

Segundo o presidente da Câmara, o projeto de Resolução que trata da mudança de horário está em fase de elaboração, onde a possibilidade está sendo discutida com os demais membros do Poder Legislativo. O plano é chegar a um denominador comum entre os vereadores sobre os detalhes de como funcionarão as sessões ordinárias, com o intuito de apresentar na primeira sessão do ano, no início do mês de fevereiro.

A participação da população é uma das preocupações da nova presidência da Casa, que reforçou a importância da transparência e da acessibilidade pelas redes sociais. "Queremos que o mogiano tenha mais contato com o trabalho que cada um de nós está fazendo, das pautas e bandeiras pelas quais fomos escolhidos, que vejam o que estamos fazendo e discutindo para a melhoria da vida de nossos chefes, que são o povo. Por isso, queremos dar mais visibilidade às nossas pautas", explicou, chegando a cogitar a busca pela certificação da Organização Internacional de Normatização (ISO, em inglês), com o certificado ISO-9001 que é dedicado à prestação de serviços.

Outra preocupação é a retomada da credibilidade da Câmara de Vereadores, após as investigações envolvendo ex-parlamentares no ano passado, quando cinco integrantes do Poder Legislativo mogiano foram presos por suspeita de corrupção, juntamente com empresários e servidores públicos municipais. "O Tribunal de Contas do Estado de São Paulo (TCE-SP) em conjunto com o Ministério Público tem apresentado sugestões de aplicação de mecanismos contra a corrupção no desempenho de nossas funções, estamos analisando e buscando adotar dentro de nossas capacidades e responsabilidades", segundo Otto Rezende.

A busca pela implementação de mecanismos e políticas públicas anticorrupção são outros assuntos que o presidente promete colocar em pauta ao longo deste ano.

Deixe uma resposta

Comentários