Alto Tietê se prepara para a vacinação contra coronavírus

Os prefeitos das principais cidades da região do Alto Tietê afirmaram que já estão acertados os detalhes técnicos das redes municipais de Saúde antes do início da campanha nacional de vacinação contra o novo coronavírus (Covid-19).

As declarações acompanham o anúncio da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) feito na tarde de anteontem, em que aprovou o uso emergencial das vacinas do Instituto Butantan (CoronaVac) e da Fundação Oswaldo Cruz (Oxford/AstraZeneca). Na sequência, o Ministério da Saúde informou que o Plano Nacional de Imunização seria iniciado amanhã, a partir das 10 horas, em todo o país.

No total, foram liberadas 8 milhões de doses da vacina, sendo 6 milhões de responsabilidade do Butantan, para a imunização emergencial de profissionais da Saúde, quilombolas, populações indígenas e pessoas com mais de 60 anos.

A coordenadora da Câmara Técnica de Saúde do Consórcio de Desenvolvimento dos Municípios do Alto Tietê (Condemat), Adriana Martins, recomendou que a população aguarde a divulgação oficial de cada município sobre a vinda das vacinas e a confirmação do início da campanha. "Recomendamos para a população que aguarde a divulgação oficial e não procure as unidades de saúde neste momento em que precisamos reforçar o distanciamento social, o uso de máscaras, bem como a higienização constante das mãos", explicou Adriana.

O prefeito de Suzano e presidente do Condemat, Rodrigo Ashiuchi (PL), informou que o município conta com todo o planejamento pronto - incluindo datas, locais e público-alvo da campanha: "Estaremos à disposição para vacinar o mais rápido possível, nem que nossas equipes fiquem 24 horas de plantão". O município prevê imunizar na primeira etapa cerca de 40 mil pessoas até o final de março. 

Por meio de uma live em uma rede social, o prefeito de Mogi das Cruzes, Caio Cunha (Pode), afirmou no domingo que o município já conta com toda a infraestrutura de logística e distribuição, bem como as equipes de Saúde, em compasso de espera para iniciar a campanha de imunização.

Segundo a Secretaria Municipal de Saúde, a cidade já conta com estoques suficientes de seringas e agulhas, embora não tenha recebido ainda remessas suplementares do Estado e da União. A previsão da Pasta é que o público-alvo na primeira etapa chegue a 63 mil pessoas, sendo destas 10 mil profissionais de Saúde (médicos, enfermeiros, cirurgiões, dentre outros) e aproximadamente 53 mil idosos.

A Prefeitura de Ferraz de Vasconcelos, após questionamento, informou que já recebeu a confirmação do Ministério da Saúde e da Secretaria de Estado da Saúde sobre o início da campanha de vacinação, e que já conta com a infraestrutura necessária para o início dos trabalhos. Segundo a administração municipal, a expectativa é de que sejam imunizados na primeira etapa cerca de 25 mil pessoas, entre idosos, profissionais da Saúde, indígenas e quilombolas.

A Prefeitura de Itaquaquecetuba informou que aguarda as definições a serem tomadas pelo Condemat para saber quantas doses o município receberá do Estado, e como será o programa de imunização em parceria com a Câmara Técnica.

Deixe uma resposta

Comentários