Educação criará painel para tomada de decisão

A criação de um painel técnico com múltiplas perspectivas para a tomada de decisão transparente foi uma das principais ações definidas na primeira reunião da Brigada da Pandemia na Educação, realizada na tarde de ontem na sede da Secretaria de Educação.

O painel analisará critérios epidemiológicos, educacionais e socioeconômicos, reunindo dados da Educação, Saúde e Assistência Social, bairro a bairro, para a definição de estratégias referentes ao retorno do ano letivo.

"Vamos trabalhar juntos de mãos dadas porque a cada dia temos um novo cenário. A Brigada é um grupo que traz um panorama da situação sob diferentes perspectivas. Vamos analisar todos os dados em conjunto. Nosso compromisso é com a vida", disse a vice-prefeita Priscila Yamagami.

Participaram da reunião representantes dos departamentos da Secretaria de Educação, as escolas particulares e as secretarias de Assistência Social e Saúde. Com premissa colaborativa e com foco em ações pragmáticas, a primeira reunião foi coordenada pelo Secretário Adjunto de Educação, Caio Callegari.

A Brigada também definiu a criação de um protocolo de segurança sanitária único e completo, reunindo os protocolos da Educação, Saúde, Assistência Social, Educação Inclusiva e escolas particulares. Outros encaminhamentos são o levantamento do déficit de servidores da rede municipal e o mapeamento dos estudantes com difícil acesso à internet e que apresentaram dificuldades de aprendizagem no ano passado. O grupo se reunirá novamente na próxima quinta-feira.

Consulta pública

A consulta pública à população sobre o retorno letivo em 2021 ficará aberta até quinta-feira, às 22 horas. O resultado será um importante elemento da análise do Painel de Tomada de Decisão, mas a deliberação final da Secretaria de Educação vai contemplar ainda critérios científicos e a segurança sanitária de alunos, servidores e professores. O objetivo da consulta é ouvir a população, sobretudo os pais e responsáveis de alunos da rede municipal, e as respostas serão computadas bairro a bairro.

Participe pelo link http://www.se-pmmc.com.br/consultapublica.