Prefeitura de Mogi nomeia nova coordenadora do Procon

Nomeada ontem pelo prefeito Caio Cunha (Pode), Fabiana Bava é a nova coordenadora da Fundação de Proteção e Defesa do Consumidor (Procon) de Mogi das Cruzes. A nova gestão planeja reestruturar a unidade com objetivo de dar mais celeridade aos atendimentos.

Com uma demanda média de 65 reclamações por dia, mesmo em um ano afetado pela pandemia da Covid-19, os atendimentos cresceram 3,6% em 2020.

Nas redes sociais Cunha falou sobre sua escolha. "Com uma experiência incrível no meio judicial e jornalístico, ela assume a Pasta por competência e é mais uma escolha técnica para compor o time da Prefeitura de Mogi", disse o prefeito.

Fabiana Bava é formada em Jornalismo e em Direito pela Universidade Braz Cubas, e atua há dez anos na área de Direito do Consumidor, Direito Imobiliário e Direito das Sucessões.

O Procon é uma estrutura de âmbito federal, mas que se repete nas demais esferas de governo por meio dos Sistemas Estadual e Municipal de Defesa do Consumidor.

O órgão é o primeiro instrumento que o consumidor procura para reclamar questões de consumo. No entanto, quando o atendimento é demorado, o comprador acaba, muitas vezes, recorrendo a outros juizados, e é isso que Fabiana pretende evitar estando à frente do Procon mogiano. "O objetivo é solucionar com celeridade o máximo de pedidos dando uma resposta rápida aos consumidores reclamantes. Desse modo, evitamos que esse fluxo seja direcionado para o Judiciário e acabe gerando lentidão em outros processos", disse a nova coordenadora.

O Procon de Mogi das Cruzes atende cidades vizinhas como Biritiba Mirim e Guararema, por exemplo. A unidade chega a receber, em média, 65 reclamações por dia. Só no ano passado foram 14.142 atendimentos, 3,6% mais casos do que o registrado em 2019, quando foram recebidas 13.640 reclamações. Mesmo durante a pandemia da Covid-19 o atendimento continuou.

Fornecendo uma resposta mais rápida das empresas para os consumidores, o órgão poderá prestar um atendimento mais humanizado. "Os consumidores chegam aqui sempre com uma dor, precisamos entender isso e oferecer um atendimento adequado que responda a reclamação do solicitante", explicou Fabiana.

Dentro da reformulação do atendimento prestado pela unidade, a nova gestão também almeja uma maior digitalização dos processos, e para isso a coordenação buscará conhecer o que já é praticado em outras cidades para implementar o que for possível e oferecer maior agilidade no atendimento.

Atualmente a unidade de Mogi das Cruzes já recebe reclamações por e-mail. O solicitante que preferir evitar o deslocamento presencial pode entrar em contato pelo telefone (11) 4798-5090, de segunda à sexta-feira, das 8 às 17 horas. De lá o consumidor receberá as orientações de como enviar os documentos necessários para o e-mail da fundação: [email protected]

*Texto supervisionado pelo editor.