Coreia de Norte faz primeira solicitação por imunizante

Outra remessa da vacina será destinada para aplicação da segunda dose em profissionais da Saúde
Outra remessa da vacina será destinada para aplicação da segunda dose em profissionais da Saúde - FOTO: Divulgação

A Coreia do Norte solicitou imunizantes da Gavi, parte do programa Covax apoiado pela Organização Mundial da Saúde (OMS), contra o coronavírus (Covid-19) e deve receber quase 2 milhões de doses, embora o país tenha insistido que está livre do vírus. É a primeira confirmação oficial de que o país pediu ajuda internacional.

A infraestrutura médica na Coreia do Norte é vista como inadequada para lidar com qualquer surto em grande escala, afirmou a agência AFP. Ainda de acordo com o relatado, o país vai receber doses do imunizante da Oxford/AstraZeneca.

Alemanha

As restrições na Alemanha contra a Covid-19 podem ser suspensas antes do início da primavera no Hemisfério Norte, em 20 de março, diante da baixa do número de casos, disse o ministro da Saúde, Jens Spahn. Segundo ele, a meta nacional continua sendo a de "evitar que o sistema de saúde fique sobrecarregado, e não evitar novas infecções".

A chanceler alemã, Angela Merkel, e os líderes dos 16 estados da Alemanha irão se reunir na quarta-feira da semana que vem, para decidir se estenderão as restrições depois que elas expirarem em 14 de fevereiro. "Não podemos ficar neste bloqueio rígido durante todo o inverno. Não toleraríamos isso bem como uma sociedade. Reduzir a zero infecções e mantê-lo assim tem um custo desproporcional em outras áreas da vida", afirmou Spahn.

Espanha

A região espanhola da Catalunha retirou algumas restrições de combate à pandemia, diante do menor número de infecções e internações hospitalares. (E.C.)