SP entra com ação contra Saúde por falta de leitos

Planejamento substituirá ação militar naquela região
Planejamento substituirá ação militar naquela região - FOTO: Renato S. Cerqeuira/Futura Press/Estadão Conteúdo

O governador João Doria (PSDB) anunciou em coletiva de imprensa na tarde de ontem que entrou com uma ação no Supremo Tribunal Federal contra o governo federal para cobrar a habilitação de 3 258 leitos de UTI no Estado. Ele afirma que essas vagas já estão em funcionamento e deixaram de ser pagas pelo Ministério da Saúde ainda em dezembro do ano passado, sendo custeadas atualmente com verba estadual.

De acordo com Doria, o Ministério da Saúde pagava por 3.822 leitos de UTI até dezembro do ano passado. Hoje, a pasta é responsável pelo custeio de apenas 564 vagas em São Paulo. Ele afirma também que o problema persiste em outros Estados.

Na última segunda-feira, Doria não poupou críticas ao governo federal pela redução no custeio de leitos de UTI para o combate à pandemia da Covid-19. Durante a coletiva, ele ameaçou judicializar a questão e levar o assunto ao Supremo Tribunal Federal, se o Ministério da Saúde não demonstrasse uma posição objetiva sobre o repasse de verba para essas vagas. (E.C.)