São Paulo atinge pico de internações

Cidades do interior do Estado declararam lockdown para reduzir transmissão do vírus
Cidades do interior do Estado declararam lockdown para reduzir transmissão do vírus - FOTO: Mogi News/Arquivo

O Estado de São Paulo atingiu seu maior número de internações desde o início da pandemia do coronavírus no ano passado. Houve um incremento de 5,6% em relação a semana passada.

O governo avisou que está alerta para o problema. "Nossa atenção está ainda maior. Esse incremento de 5,6% no número de internações mostra o quanto existe a circulação intensa do vírus. Em julho de 2020 tivemos o pico de 6.250 pessoas internadas, agora atingimos nesta segunda, o número de 6.410 pacientes internados em UTI. Ultrapassamos o maior número da história da pandemia e temos que ter uma atenção especial a algumas regiões do Estado", comentou Jean Gorinchteyn secretário da Saúde.

Algumas cidades do interior do Estado, por causa do aumento da pandemia da Covid-19 e do colapso no sistema de saúde, decretaram "lockdown" para tentar reduzir a transmissão do vírus. Araraquara é um desses municípios que fechou tudo para tentar conter a contaminação. Ao mesmo tempo, o governo vem ampliando a oferta de leitos, mas a situação parece que pode ser replicada para outras cidades.

Segundo João Gabbardo, coordenador executivo do Centro de Contingência da Covid-19, é preocupante a situação no interior do Estado. "O Centro de Contingência apresentou recomendações extraordinárias e o governo está fazendo análise disso. Essas medidas adicionais ao Plano São Paulo serão anunciadas amanhã, para entrarem em vigor na sexta-feira.

Atualmente, a taxa de ocupação de leitos no Estado de São Paulo está em 67,9%. Foram registrados ontem 1.978 477 casos, sendo 2.550 nas últimas 24 horas, e o Estado atingiu a marca de 57.842 mortes, sendo 43 óbitos registrados nas últimas 24 horas.