Japão vai propor estado de emergência

O governo do Japão vai prorrogar um estado de emergência na região de Tóquio por mais duas semanas, devido à pressão causada pela covid-19 no seu sistema de saúde. A informação foi divulgada pelo ministro da Revitalização Econômica do país, Yasutoshi Nishimura, nesta sexta-feira nesta sexta-feira. A previsão do governo japonês é estender o período de emergência como medida de segurança para não sobrecarregar os hospitais e o sistema de saúde do Japão, além de afetar drasticamente a economia.

"Por mais duas semanas, manteremos a medida em vigor... para que possamos aliviar firmemente as pressões sobre os hospitais", disse Nishimura.

O objetivo, segundo ele comentou é atingir os parâmetros para que a emergência possa ser abandonada. Não foi informado quais seriam estes parâmetros para que este estado de emergência possa ser modificado no país.

O ministro afirmou que o governo recebeu aprovação preliminar de especialistas para estender a emergência em Tóquio e outras três cidades vizinhas até o próximo dia 21 de março como medida de segurança para toda a população.

O primeiro-ministro Yoshihide Suga deve anunciar o plano formalmente na noite desta sexta-feira, 5, após aprovação do parlamento.

Os novos casos diários de covid-19 caíram significativamente em Tóquio depois que o governo decretou a emergência pela primeira vez, em janeiro, quando a cidade registrava cerca de 2 mil casos por dia. Nesta quinta-feira, 4, a cidade contabilizou 278 novas infecções pelo coronavírus, um número considerado em queda em relação ao parâmetro anterior que deixou Tóquio em estado de alerta. (E.C)