Coronavac é eficaz contra novas cepas

Em várias regiões do País, as UTIs funcionam no limite e falta oxigênio
Em várias regiões do País, as UTIs funcionam no limite e falta oxigênio - FOTO: Rovena Rosa/Agência Brasil

O diretor do Instituto Butantan, Dimas Covas, informou que a vacina produzida pelo Butantan produz anticorpos contra as variantes mais preocupantes do novo coronavírus até o momento, conforme pesquisa realizada por cientistas do Instituto Butantan e da USP, no ICB (Instituto de Ciências Biomédicas).

Ao comentar sobre as variantes, o diretor falou sobre as "características que são extremamente preocupantes" das novas cepas. Segundo Covas, a variante B.1.1.7, originária do Reino Unido, apresenta aumento da transmissão, bem como mudança na gravidade dos sintomas.

Já a variante B.1.351, da África do Sul, mostra aumento da carga viral, maior facilidade de transmissão e resistência à neutralização. No caso das variantes brasileiras, encontradas pela primeira vez em Manaus e no Rio de Janeiro, são encontradas características de ambas as outras variantes. No entanto, segundo o diretor, a Coronavac é eficaz contra novas cepas do coronavírus. (E.C)