Covid-19: pessoas de 74 anos são vacinadas hoje no Distrito Federal

Vacinação drive thru na Universidade Estadual do Rio de Janeiro (UERJ), zona norte do Rio. A cidade do Rio de Janeiro retoma hoje (25) sua campanha de aplicação da primeira dose da vacina contra a covid-19 em idosos da população em geral. Hoje serão vacinados os idosos com 82 anos.
Vacinação drive thru na Universidade Estadual do Rio de Janeiro (UERJ), zona norte do Rio. A cidade do Rio de Janeiro retoma hoje (25) sua campanha de aplicação da primeira dose da vacina contra a covid-19 em idosos da população em geral. Hoje serão vacinados os idosos com 82 anos. - FOTO: Tânia Rêgo/Agência Brasil

A vacinação contra covid-19 para idosos de 74 anos no Distrito Federal (DF) começou hoje (11). A aplicação acontece nas unidades básicas de Saúde (UBSs), em drive-thru e outros locais temporários. A lista e os horários de funcionamento dos pontos para imunização estão disponíveis na página da Secretaria de Saúde.

O governo do DF iniciou a campanha em 19 de janeiro e vem, progressivamente, ampliando o público-alvo, a partir do recebimento de novas doses de imunizantes distribuídos pelo Ministério da Saúde. A estimativa é que haja 10.273 pessoas de 74 anos vivendo na capital federal.

Diante disso, o agendamento para receber a vacina foi suspenso e o atendimento acontecerá por ordem de chegada. Como a vacinação já avançou em faixas etárias mais altas e haverá gradativamente a ampliação, o governo do DF garantiu que haverá as doses necessárias em estoque. Mas quem fez agendamento anteriormente pelo site ou pelo telefone, pode comparecer nos postos na data e no horário marcados.

Campanha

Hoje e amanhã (12), a Secretaria de Justiça e Cidadania do DF também promove a campanha de vacinação na Praça dos Direitos, em Ceilândia, de 9h às 17h. As senhas serão distribuídas no local e é necessário apresentar documento de identidade com foto e cartão do SUS (Sistema Único de Saúde).

Com a ampliação, os grupos prioritários a serem vacinados no Distrito Federal passam a ser compostos da seguinte maneira: pessoas com 74 anos ou mais; idosos a partir de 60 anos e pessoas com deficiência que vivem em unidades de acolhimento; cuidadores que atuam nessas instituições; trabalhadores da rede pública de saúde, em todos os níveis de atenção; trabalhadores dos hospitais privados; povos indígenas que vivem em terras indígenas; pacientes internados em home care de caráter privado; pacientes em home care SAD-AC – de alta complexidade, internados em casa, que são assistidos com suporte de ventilação mecânica; pacientes internados no Núcleo Regional de Atendimento Domiciliar (AD2 e AD3 – internados em casa e acompanhados pelas equipes da Secretaria de Saúde); trabalhadores dos serviços de atenção pré-hospitalar; e resgatistas do corpo de bombeiros.