Justiça destina mais de R$ 19 milhões para o combate às drogas

Operação Hórus realiza maior apreensão de drogas do País
Operação do programa VIGIA do Ministério da Justiça e Segurança Pública em parceria com o Estado do Mato Grosso do Sul apreende 33 toneladas de maconha em Maracaju (MS)
Operação Hórus realiza maior apreensão de drogas do País Operação do programa VIGIA do Ministério da Justiça e Segurança Pública em parceria com o Estado do Mato Grosso do Sul apreende 33 toneladas de maconha em Maracaju (MS) - FOTO: Operação Hórus/Policia Federal

Mais de US$ 3,4 milhões apreendidos de criminosos pela Polícia Federal foram convertidos em mais de R$ 19 milhões e destinados ao Fundo Nacional Antidrogas, para o financiamento de políticas de segurança pública e combate às drogas.

Nesta quinta-feira (11), a pasta informou que  parte do dinheiro foi apreendido em Mato Grosso do Sul, e na Operação Spectrum, em Curitiba, de combate ao tráfico internacional de drogas. A ação teve como principal alvo Luiz Carlos da Rocha, um dos maiores traficantes da América do Sul, conhecido como Cabeça Branca.

Segundo o secretário Nacional de Políticas sobre Drogas, Luiz Roberto Beggiora, disse que por meio do confisco de bens das organizações criminosas e a rápida destinação e aplicação dos recursos nos órgãos de segurança pública federal e estaduais, é mais um passo importante para o país avançar no combate à criminalidade.  

“Temos estrutura para tornar cada vez mais célere a destinação dos bens apreendidos dos criminosos, convertendo-os em recursos para o combate à criminalidade e enfraquecimento das organizações criminosas", disse.

A conversão de moedas é resultado do trabalho integrado entre o Ministério da Justiça e Segurança Pública, a 3ª Vara Federal de Campo Grande, a 2ª Vara Criminal de Palhoça/SC e a 23ª Vara Federal de Curitiba. A operação de exportação de moeda estrangeira é feita junto ao Bank of America e intermediada pela Caixa Econômica Federal. A ação favorece a descapitalização de criminosos, uma das estratégias do governo para alavancar o combate à criminalidade.

Essa é a segunda conversão de moedas estrangeiras apreendidas de criminosos realizada pela Senad em parceria com o Poder Judiciário e a Caixa. Em junho de 2020, foram arrecadados aproximadamente R$ 62 milhões para o Fundo Nacional Antidrogas com venda de US$ 12 milhões.