Dados de clientes do Latam Pass vazam

Planalto fará reforma 'possível' e não a melhor
Planalto fará reforma 'possível' e não a melhor - FOTO: Wilson Dias/Agência Brasil

Clientes do programa de fidelidade Latam Pass tiveram dados pessoais vazados após a Sita, multinacional suíça que opera serviços de tecnologia de informação para o setor aéreo, sofrer um ataque cibernético na última semana. De acordo com a empresa, o incidente ocorreu em um servidor na cidade de Atlanta, nos Estados Unidos, em 24 de fevereiro, e afetou empresas que utilizam o sistema de processamento de passageiros Passenger Service System (PSS).

A Latam afirma que não trabalha diretamente com o sistema que foi afetado, mas algumas informações de membros do Latam Pass, como nome, sobrenome, número de membro e categoria, acabaram sendo vazados por conta de acordos comerciais de passageiros frequentes que a companhia tem com outras aéreas, que utilizam o sistema da Sita.

"É muito importante destacar que, de maneira alguma, a Sita obteve informações como o número dos seus bilhetes, reservas, cartões de crédito, contas bancárias, número do passaporte ou e-mail, dentre outras", diz a aérea,