Felipe Neto volta a chamar Bolsonaro de genocida

O influenciador digital Felipe Neto voltou a defender o uso da palavra "genocida" para se referir a Jair Bolsonaro. Nesta segunda-feira, 15, Neto foi intimado a depor, com base na Lei de Segurança Nacional e também no Código Penal, por ter usado o termo ao falar do presidente. O motivo da acusação é a atuação de Bolsonaro e seu governo na pandemia de covid-19. A doença já deixou mais de 275 mil mortos e segue descontrolada no País.