Índice de expectativa sobe na Alemanha

O índice de expectativas econômicas da Alemanha subiu de 71,2 pontos em fevereiro para 76,6 pontos em março, segundo pesquisa divulgada nesta terça-feira (16) pelo instituto alemão ZEW. O resultado superou a expectativa de analistas consultados pelo The Wall Street Journal, que previam alta do indicador a 74 pontos, e sugere que a confiança na maior economia europeia seguiu melhorando neste mês.

"O otimismo econômico continua aumentando. Especialistas (financeiros) esperam uma ampla recuperação da economia alemã", comentou o presidente do ZEW, Achim Wambach. Especialistas também preveem que ao menos 70% da população alemã seja vacinada até o outono europeu, acrescentou Wambach.

O índice de condições atuais medido pelo ZEW também mostrou avanço entre fevereiro e março, de -67,2 para -61 pontos. Neste caso, a projeção era de alta a -61,5 pontos. Fonte: Dow Jones Newswires.

China

A economia da China pode crescer mais rápido do que o esperado, segundo o UBS, que cita crescimento mais forte até agora e aumento da demanda por exportações no futuro. O banco suíço elevou a projeção de crescimento do Produto Interno Bruto (PIB) da China em 2021 de 8,2% para 9,0%. Devido à atividade mais forte do que o esperado em janeiro e fevereiro, o crescimento da China na margem do primeiro trimestre pode ser levemente positivo, e não negativo. O pacote de estímulos de US$ 1,9 trilhão nos Estados Unidos pode resultar em uma recuperação mais forte dos EUA e do mundo, o que fez com que o UBS aumentasse a projeção de crescimento das exportações da China em 2021 de 10,0% para 16,0%. O consumo doméstico pode avançar 10,0% em termos reais. (E.C)