Eficácia da vacina da Pfizer continua alta 6 meses após 2 doses, indica análise

As empresas Pfizer e BioNTech relataram ontem que sua vacina contra Covid-19 permanece altamente eficaz por pelo menos seis meses após a 2ª dose ser administrada. As farmacêuticas disseram que a imunização também funciona contra a variante sul-africana do coronavírus Sars-CoV-2. As descobertas vêm do acompanhamento dos mais de 46 mil voluntários que participaram da fase 3 dos testes clínicos da vacina. Entre eles, foram registrados 927 casos até o dia 13 de março, o que indica uma eficácia de 91,3%, calculada para o período entre sete dias e até seis meses após a 2ª dose: 850 eram do grupo que recebeu placebo e 77 receberam a vacina.