CoronaVac pode criar defesa mais completa

Com os resultados da fase 3 dos estudos clínicos da CoronaVac no Chile, pesquisadores da PUC do país divulgaram dados sobre a resposta imunológica dos pacientes, ou seja, o tipo e a quantidade de anticorpos produzidos pelo organismo para combater o coronavírus. Os dados, divulgados semana passada, ganharam relevância no Brasil diante das variantes como a P.1 (de Manaus). Especialistas, porém, têm diferentes interpretações sobre os dados, destacou o Estadão. Trata-se de estudo pequeno com 434 participantes vacinados no intervalo de duas semanas (0-14) entre novembro de 2020 e janeiro de 2021. (E.C.)