'Ficou barato para ele', diz padre suplente

Mudança foi confirmada ao Estadão pela própria Pasta
Mudança foi confirmada ao Estadão pela própria Pasta - FOTO: Marcelo Camargo/Agência Brasil

O padre José Afonso Lobato (PV), de 61 anos, deixou a sua paróquia em Pindamonhangaba, no interior paulista ontem e foi dirigindo até a capital para tomar posse na Assembleia Legislativa de São Paulo. Ele é o suplente do deputado estadual Fernando Cury (Cidadania), afastado do cargo por 180 como punição por ter apalpado o seio da colega Isa Penna (Psol) no plenário em dezembro do ano passado. Resultado brando, segundo Lobato.

"Ficou barato para ele o afastamento de 180 dias. Tenho cuidado ao dizer isso porque sou parte interessada, mas a pena deveria ser maior", afirmou. O padre disse ainda que Cury foi extremamente infeliz ao cometer o que considerou "um crime" contra a deputada do Psol.

O caso segue em investigação na Justiça. O procurador-geral de São Paulo, Mario Luiz Sarrubbo já ofereceu denúncia contra Cury. Segundo Sarrubbo, o deputado "agiu com clara intenção de satisfazer sua lascívia, praticando atos que transcenderam o mero carinho ou gentileza", disse um trecho da denúncia. (E.C.)