STJ vê 'insegurança' e restabelece suspensão das atividades em barragem da Vale

Por unanimidade, a Corte Especial do Superior Tribunal de Justiça (STJ) restabeleceu anteontem os efeitos de decisão do Tribunal de Justiça de Minas Gerais (TJ-MG) que havia suspendido as atividades da Barragem Norte Laranjeiras, da mineradora Vale S.A. A decisão havia sido sustada em junho de 2019 pelo então presidente da corte, ministro João Otávio de Noronha, a pedido do município de São Gonçalo. Ao restabelecer a decisão do TJ-MG, a Corte Especial levou em consideração novas informações trazidas pelo Ministério Público Federal sobre os riscos relacionados ao funcionamento da barragem, especialmente em relação ao perigo de rompimento. (E.C.)