Entrega de 600 mil doses é antecipada

Doria ressaltou que a vacina é responsável pela maior parte da imunização no país
Doria ressaltou que a vacina é responsável pela maior parte da imunização no país - FOTO: SUAMY BEYDOUN/AGIF

O governador João Doria (PSDB) anunciou ontem que o Instituto Butantan irá antecipar a entrega de 600 mil doses da CoronaVac para o Ministério da Saúde. A entrega, antes prevista para 3 de maio, deve acontecer amanhã.

Doria agradeceu a antecipação de entregas dos imunizantes ao trabalho dos profissionais do Instituto Butantan. "Graças ao trabalho em quatro turnos de profissionais do Butantan, 24 horas por dia, incluindo sábados, domingos e feriados", destacou o tucano.

Ele ressaltou que a CoronaVac é responsável pela maior parte da imunização no país e que "de cada dez brasileiros, oito estão recebendo no braço a vacina do Butantan", afirmou.

O diretor do Instituto Butantan, Dimas Covas, atribui a antecipação à necessidade de alguns Estados de aplicar a segunda dose da vacina - ressaltando não ser esse o caso do Estado de São Paulo, que já havia reservado lotes do imunizante para essa fase.

Dimas Covas também informou que espera, até o final dessa semana, uma posição do laboratório chinês Sinovac sobre a entrega de 3 mil litros do Ingrediente Farmacêutico Ativo (IFA) necessário para produção do imunizante.

"Solicitamos inclusive um aumento de 3 mil para 6 mil litros, e devemos ter essa resposta também brevemente", informou o Covas, que espera a entrega dos insumos para poder entrar "em um ritmo de produção acelerado" do imunizante.