EUA dizem esperar por investigação transparente

Assessora disse que todos querem saber como começou
Assessora disse que todos querem saber como começou - FOTO: Reprodução

A porta-voz da Casa Branca, Jen Psaki, afirmou ontem que o governo dos Estados Unidos espera que a Organização Mundial da Saúde (OMS) conduza uma investigação "transparente" e "independente" sobre as origens da Covid-19. Durante uma coletiva de imprensa, a assessora disse que não há dados e informações suficientes para se tirar uma conclusão sobre o assunto no momento.

"Todos neste país desejam saber como isso começou, onde isso começou", declarou Psaki.

A porta-voz havia sido questionada sobre uma reportagem do Wall Street Journal, publicada no fim de semana, segundo a qual três pesquisadores do Instituto de Virologia de Wuhan, na China, ficaram doentes em novembro de 2019 e procuraram atendimento hospitalar.

De acordo com o jornal, a informação pode aumentar a pressão por uma investigação mais completa sobre a possibilidade de o coronavírus ter "escapado" de um laboratório.

Durante a coletiva, Psaki também afirmou que ainda não há uma data definida para o encontro entre o presidente americano, Joe Biden, e o mandatário da Rússia, Vladimir Putin. (E.C.)