Reunião de Bolsonaro vaza e vira foco da CPI

'Existe algo, está comprovado'. disse presidente da CPI
'Existe algo, está comprovado'. disse presidente da CPI - FOTO: Mateus Bonomi/Agif

Imagens divulgadas ontem pelo site Metrópoles, mostram o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) participando, em setembro do ano passado, de uma reunião com médicos e demais integrantes do que os senadores que compõem a CPI da Covid classificam como "ministério paralelo". Trata-se de um grupo extraoficial que aconselharia ações a serem tomadas pelo governo no combate à Covid-19.

Ao longo de um mês de CPI, integrantes e ex-integrantes do governo Bolsonaro têm negado a existência dessa estrutura, revelada pelo ex-ministro da Saúde Luiz Henrique Mandetta em seu depoimento. Mas para o senador Omar Aziz (PSD-AM), presidente da CPI, as imagens comprovam a atuação do chamado ministério paralelo.

"Não se trata mais de falar que supostamente existe algo. Está comprovado. Esses ataques todos de Bolsonaro só demonstram o desespero do presidente", disse Aziz à reportagem. "Por que você acha que o ministro (Eduardo) Pazuello disse, aquele dia, que um manda e outro obedece? Porque era assim, ele só executava ordens". (E.C.)