Cidades ficam sem doses por acelerarem cronograma

Lotes de vacina são enviados de forma gradativa
Lotes de vacina são enviados de forma gradativa - FOTO: Divulgação

Cidades do interior de São Paulo registraram falta de vacinas contra a Covid-19 e tiveram de suspender a aplicação na população, assim como ocorreu na capital paulista. O desabastecimento ocorreu em meio a um cenário em que prefeituras buscavam acelerar a vacinação, como em Ourinhos, que estava vacinando pessoas de 45 anos de idade, mas teve de paralisar a campanha.

A Secretaria da Saúde do Estado informou que os lotes de vacina são enviados de forma gradativa aos departamentos regionais de saúde que os repassam às prefeituras, sendo responsabilidade dos municípios direcionar as doses conforme o Plano Estadual de Imunização. Segundo a Pasta, as prefeituras têm autonomia para organizar e realizar as estratégias de vacinação em cada cidade, considerando a demanda e a rede de saúde local.

A prefeitura de São José dos Campos chegou a anunciar a vacinação de pessoas com 45 anos na segunda-feira passada, mas acabou ficando sem doses suficientes para atender cerca de 4.500 pessoas dessa faixa etária.(E.C.)