Ocupação de UTIs na Grande São Paulo cai para abaixo de 70%, diz secretário de Saúde

O secretário estadual de Saúde de São Paulo, Jean Carlo Gorinchteyn, apresentou, ontem, dados que confirmaram uma diminuição da taxa de internação em Unidade de Terapia Intensiva (UTI) no Estado. De acordo com o secretário, o território paulista está com uma taxa de ocupação de 74,8% e, na Grande São Paulo, de 68,9%. Segundo Gorinchteyn, a última vez que a taxa de ocupação em UTI do Estado esteve abaixo de 75% foi no dia 1º de março.

Em entrevista coletiva no Palácio dos Bandeirantes, o secretário pontua que, na semana passada, as quedas nos índices se expressavam na diminuição de internações em UTIs. No entanto, nesta semana, a diminuição se mantém concomitante à redução em internações em enfermarias. Na avaliação de Gorinchteyn, a diminuição corresponde ao avanço da vacinação em território paulista. Conforme dados da secretaria, hoje é o terceiro dia consecutivo em que o Estado contabiliza menos de 10 mil pacientes internados em UTI por Covid-19, com 9.778 internações.

Além da internação, o secretário pontuou que houve diminuição também nas mortes e número de casos por Covid-19 no Estado. De acordo com dados da Fundação Sistema Estadual de Análise de Dados (Seade), o Estado registra diminuição na variação semanal - comparativo entre os sete últimos dias e os sete anteriores - de 11,8% em novos casos, de 3,9% em novos óbitos e de 10,8% de novas internações. Na Região Metropolitana de São Paulo, novos casos diminuíram 12,5%, novos óbitos, 5,5% e novas internações, 11,2%.

O Estado de São Paulo registrou, entre anteontem e ontem, 7.762 novos casos de contaminação pelo coronavírus e 744 óbitos pela Covid-19. Ao todo, o Estado contabiliza até, a tarde de ontem, 3.727.348 casos confirmados e 127 681 mortes. (E.C.)