Festival Entretodos apresenta curtas produzidos durante a pandemia

Festival Entretodos
Festival Entretodos - FOTO: Divulgação Festival Entretodos

Curtas de até 25 minutos produzidos durante a pandemia de covid-19 são os destaques da nova edição do Entretodos, festival de filmes curtos e direitos humanos, que começa hoje (11). O festival deste ano acontece em formato online: os filmes ficam disponíveis por 24 horas e podem ser assistidos no site.

O festival Entretodos é conhecido por apresentar filmes que discutem temas relacionados aos direitos humanos, tais como precarização do trabalho, movimentos de migração, racismo, meio ambiente, lutas sociais e, mais recentemente, a própria pandemia.

Festival Entretodos

Documentarista Lilian Solá Santiago será homenageada no sarau que ocorre neste sábado - Divulgação Festival Entretodos

“Todo ano alguns temas e assuntos se destacam por agruparem uma grande quantidade de filmes. Em 2021, é a pandemia. Recebemos 900 filmes a mais do que no ano passado, totalizando 2.647 filmes recebidos em 2021. As pessoas querem expressar o que estão sentindo e o que está acontecendo. Momentos históricos como a pandemia ou até o atentado às torres gêmeas, em 2001”, disse Jorge Grinspum, coordenador do Entretodos. Dentre os filmes enviados, a mostra selecionou cerca de 100 deles para apresentar ao público.

Para a abertura do festival está programado um sarau online, gratuito, que será apresentado no site do evento e que vai tratar sobre a conexão entre as artes e a resistência. A programação começa neste sábado, às 19h, e vai até o dia 26 de setembro

O sarau também vai homenagear a pesquisadora e documentarista Lilian Solá Santiago. “Sua obra acompanha histórias de vidas negras e se desenvolve, recentemente, junto ao conceito de Documentário de Ocupação que opera através de deslocamentos de objeto, público-alvo, formas de exibição e de fruição do documentário, reforçando imagens humanizadas da história e da memória da população negra e periférica, inserindo-a em espaços tradicionalmente excludentes, não apenas como objeto de estudo, mas como presencialidade de seus corpos”, disse Manu Sobral, curadora do evento.

Além da exibição dos curtas, o festival ainda vai apresentar, a partir de segunda-feira (13), sessões de conversas com os diretores e jurados. Esses diálogos acontecem diariamente, a partir das 19h. Também haverá lives no Instagram do Festival Entretodos, sempre a partir das 17h.