Jornalista Cristiana Lôbo morre, aos 64 anos

Morreu hoje (11), aos 64 anos, a jornalista Cristiana Lôbo, em decorrência de um câncer contra o qual vinha lutando há anos. Internada no hospital Albert Einstein, em São Paulo, ela contraiu, nos últimos dias, pneumonia, o que agravou o quadro.

Comentarista da GloboNews e jornalista há mais de 30 anos, Cristiana Lôbo foi diagnosticada com mieloma múltiplo. Em nota, o diretor-geral de Jornalismo da Globo, Ali Kamel, classificou a colega como “um ser humano doce, gentil, amigo das pessoas".

“Cris era uma profissional ímpar. Eu comecei a trabalhar com ela em 1991, em Brasília, quando dirigi a sucursal do Globo. Nesses 30 anos, Cris sempre se mostrou uma profissional exemplar, correta, zelosa, ansiosa pela notícia em primeira mão. Pude sempre reconhecer nela um ser humano doce, gentil, amigo das pessoas. O jornalismo perde um talento enorme. Pelos depoimentos que ouvi, porém, a generosidade dela ajudou a deixar incontáveis discípulas e discípulos. É um grande legado”, disse o diretor.

O ministro da Economia também divulgou uma nota na qual lamenta o falecimento da jornalista. Segundo Paulo Guedes, a comentarista era conhecida pela seriedade em suas análises, competência, apuração ética e dedicação à cobertura política e econômica.

“Além de gostar dela, eu apreciava o seu trabalho. Sua isenção, inteligência e perspicácia foram exemplos de bom jornalismo”, disse o ministro. “Por diversas vezes, a jornalista cobriu com competência e seriedade muitos temas do Ministério da Economia, desempenhando com excelência o seu papel de levar informação e análise apurada para a sociedade brasileira. Cristiana Lôbo deixa uma grande contribuição para o jornalismo brasileiro”, acrescentou.

O presidente do Banco Central, Roberto Campos Neto, também divulgou uma nota de pesar. “Profissional respeitada e de longa trajetória na imprensa brasileira, Cristiana Lôbo inspirou gerações ao informar seus leitores e telespectadores com seriedade e competência sobre a política e a economia do país. O presidente transmite suas condolências e se solidariza com familiares e amigos neste momento de dor”, disse.