Empresa que trata resíduos vai se instalar no Taboão

Secretário Bastianelli (dir.) garante que novos investimentos estão na mira
Secretário Bastianelli (dir.) garante que novos investimentos estão na mira - FOTO: Divulgação

A Secretaria de Desenvolvimento Econômico de Mogi das Cruzes garantiu ontem a primeira ação de impacto, pouco após o trigésimo dia de trabalho dessa nova gestão. O prefeito Caio Cunha (Pode) anunciou que a empresa Renova, especializada em criar produtos a partir de resíduos sólidos, adquiriu recentemente um espaço no distrito industrial do Taboão para trazer sua fábrica, gerando mais de 300 empregos diretos na cidade.

"Acabo de receber os empresários da Renova. Através de parcerias estamos buscando empresas para que o mogiano consiga permanecer em Mogi, com qualidade de vida e trabalho digno", afirmou o chefe do Executivo mogiano, ontem, em suas redes sociais.

Segundo o secretário de Desenvolvimento Econômico de Mogi, Gabriel Bastianelli, os trâmites que visam os procedimentos para a implantação da empresa já foram iniciados. "Muito importante essa negociação, por diferentes razões: primeiramente, por se tratar de um negócio cujo foco está na economia verde, orientada à sustentabilidade. Segundo, pelo potencial de desenvolvimento da nossa região, haja vista o impacto a ser gerado direta e indiretamente com serviços e a própria cadeia de fornecimento. Terceiro, e não menos importante, pela empregabilidade", analisou Bastianelli.

Neste momento, a empresa que cuida do projeto e da obra está tramitando os procedimentos administrativos para aprovação do alvará de construção. A expectativa é de que em torno de um ano a obra esteja concluída e a empresa funcionando.

"Há uma agenda intensa da nossa parte desde antes do início do mandato, recebendo inúmeras empresas interessadas em se instalarem na cidade, além de outras que aqui já estão e que buscam expansão das atividades. Trata-se de um processo cauteloso e gradativo, que vai desde a análise de áreas, zoneamento e aspectos logístico", detalhou o secretário de Desenvolvimento.

A empresa

A Renova, especializada em criar produtos a partir de resíduos sólidos, está espalhada em diversos Estados. No Alto Tietê há uma unidade no Centro Industrial em Arujá. Além disso, a companhia tem atuação em Minas Gerais, Rio Grande do Sul e Guarulhos. Um dos principais serviços é a reciclagem.

Para a construção em Mogi, a Prefeitura estima um investimento inicial de R$ 25 milhões.

À vista

Desde o ano passado, existe um projeto em construção, a partir da iniciativa privada, de um condomínio empresarial orientado à tecnologia denominado Citec. Há possibilidade de instalação na avenida das Orquídeas. Recentemente, chegou ao Taboão a empresa R2IBF, cujos produtos são marcadores radiofármacos, contrastes radioativos para exames de imagem. Ela já iniciou os trâmites para instalação. "Estamos acompanhando este processo de perto e dando todo o respaldo para a empresa", garantiu o secretário Bastianelli, afirmando que a cidade deverá receber novos investimentos, provavelmente ainda neste ano. "Posso adiantar que teremos muitas boas novidades pelos próximos meses. Temos sido intensos e dedicados em prover condições para a instalação e/ou expansão dessas empresas", continuou.