Fiscalização será intensificada em pontos críticos no Carnaval

A Secretaria Municipal de Segurança Pública de Mogi das Cruzes manterá o trabalho de fiscalização com foco nos pontos mais críticos da cidade durante o período que seria de Carnaval. Com o objetivo de reduzir possíveis aglomerações em razão da pandemia do coronavírus (Covid-19), a Prefeitura já decretou a suspensão dos pontos facultativos durante os dias 15 e 16 de fevereiro,

Segundo a Pasta, mesmo assim o Executivo fará o acompanhamento e a fiscalização das ruas para impedir aglomerações durante este período.

Seguindo decisão conjunta dos prefeitos que integram o Consórcio de Desenvolvimento dos Municípios do Alto Tietê (Condemat), a Prefeitura de Mogi das Cruzes suspendeu os pontos facultativos de Carnaval nos dias 15 e 16 de fevereiro e da Quarta-Feira de Cinzas, até as 13 horas.

O objetivo é evitar a circulação de pessoas para tentar conter o avanço da contaminação do coronavírus, já que o Mogi das Cruzes passou para fase amarela do Plano São Paulo de flexibilização da quarentena.

Para reforçar a medida, a Secretaria Municipal de Segurança Pública também pretende dar continuidade ao trabalho de acompanhamento, orientação e fiscalização das ruas com a Guarda Civil Municipal (GCM) e o Departamento de Fiscalização de Posturas. "A suspensão do feriado de Carnaval em Mogi colabora com o trabalho dos agentes para evitar aglomerações e reduzir o desrespeito às normas de segurança sanitária para combate à pandemia de Covid-19", pontuou André Ikari, secretário municipal de Segurança.

Em janeiro, a Prefeitura já estudava os efeitos da suspensão do feriado de Carnaval no município e como a medida impactaria financeiramente sobre um grupo de setores comerciais. Na ocasião, o Executivo propôs reuniões com as entidades interessadas na promoção da data para discutir o tema.

Carnaval 2020

No ano passado, a administração municipal, por meio das secretarias da Cultura, Saúde e Segurança, apoiou o evento, oferecendo segurança e estruturas básicas como banheiros químicos e ambulâncias para os foliões. Os13 blocos carnavalescos tomaram as ruas de Mogi das Cruzes entre os dias 15 e 24 de fevereiro de 2020 reunindo milhares de participantes.

Em 2021, com recordes de novos casos, internações e mortes decorrentes da pandemia da Covid-19 na cidade e na região, o foco é impedir qualquer aglomeração. "A Guarda Civil Municipal e o Departamento de Fiscalização de Posturas manterão seu trabalho, com foco nos pontos mais críticos", completou Ikari.

Para fazer denúncia de aglomeração durante o período de Carnaval deste ano, a GCM atende por meio do telefone 153.

*Texto supervisionado pelo editor.