Maioria das vítimas é homem, tem cardiopatia e mais de 60 anos

Homens com idade acima de 60 anos e portadores de cardiopatia são os mais vitimados pela Covid-19 em Mogi das Cruzes, Suzano, Itaquaquecetuba, Ferraz de Vasconcelos e Poá. O levantamento foi realizado pela Fundação Sistema Estadual de Análise de Dados (Seade), divulgado diariamente por meio do portal oficial do órgão.

Na última atualização da Seade, que ocorreu na manhã de terça-feira, o município de Suzano somava 339 moradores que não resistiram às complicações da doença viral. Deste total, 157 eram mulheres, o que corresponde a 46,3%, e 182 eram homens, 53,7%. Além disso, a maioria das vítimas era de cor branca e tem entre 70 e 79 anos.

Assim como em todas as cinco cidades mais populosas do G5 da região, a doença pré-existente que esteve presente na maioria das vítimas é a cardiopatia. O termo abrange todas as doenças que acometem o coração, sendo que alguns dos tipos mais comuns são a cardiopatia congênita, doenças no miocárdio, infecção no coração, cardiopatia de válvula, cardiopatia hipertensiva e a cardiopatia isquêmica.

Em Itaquaquecetuba, dos 396 falecimentos, 170 eram mulheres (42,9%) e outros 226 eram homens (57,1%), a maior parte dos vitimados pela Covid-19. Neste caso, a faixa etária de maior incidência das mortes foi dos 60 aos 69 anos, correspondendo a 32,5% do total.

Grande parte dos munícipes que não conseguiram conter as complicações da doença é parda, somando 173 vítimas, 53,8% do total. Em Mogi das Cruzes, do total de 656 mortos, 275 eram mulheres (41,9%) e 381 homens (58,1%). A faixa etária predominante é de pessoas entre 70 e 79 anos. Entre os mortos, 426 eram de cor branca no município, 67,7% do total. Mais de 50% dos mogianos que não resistiram às complicações do vírus tinham cardiopatia - a porcentagem chegou a 50,9%.

Ainda de acordo com a Fundação Seade, dos 178 óbitos de Ferraz, 79 (44,4%) eram mulheres e 99, homens (55,6%). Do total, 63 vítimas eram brancas e a maior quantidade de mortos tinha entre 60 e 69 anos.

Por fim, no município de Poá, dos 154 mortos pela Covid-19, 62 eram mulheres (40,2%) e outros 92, homens (59,8%). Além de 24,7% das vítimas terem entre 60 e 69 anos, 59,2% delas eram pessoas brancas.

Deixe uma resposta

Comentários