Comércio aprova suspensão do Carnaval

Representantes dos lojistas apostam em boas vendas no período do Carnaval
Representantes dos lojistas apostam em boas vendas no período do Carnaval - FOTO: Emanuel Aquilera

O Sindicato do Comércio Varejista de Mogi das Cruzes e Região (Sincomércio) e a Associação Comercial de Mogi das Cruzes (ACMC) são favoráveis à suspensão dos pontos facultativos do Carnaval nos dias 15 e 16 deste mês. Para as duas entidades, essa será mais uma possibilidade para que os comerciantes continuem lucrando com as vendas.

Na região, de acordo com o Consórcio de Desenvolvimento dos Municípios do Alto Tietê (Condemat), a maioria das prefeituras também suspenderá as folgas dos funcionários. A medida visa evitar as aglomerações, o deslocamento das pessoas e, consequentemente, o aumento dos casos de Covid-19.

A ACMC realizou uma pesquisa com associados que apontou o apoio à medida. A presidente da associação, Fádua Sleiman, ressaltou que a decisão traz um pouco de alívio para os comerciantes que enfrentaram, no final de janeiro, medidas mais restritivas impostas pela fase vermelha do Plano São Paulo. "Pelo menos neste item concordamos com o governo do Estado, pois, esta atitude compensa em parte o fechamento das lojas no último fim de semana de janeiro", acrescentou.

A entidade relembrou que é contra as medidas mais restritivas adotadas pelo governo estadual, que atingem diretamente o comércio. "Enquanto alguns setores continuam funcionando normalmente, outros são penalizados. Esta situação traz injustiça e pode gerar um colapso para o varejo", avaliou Fádua.

O mesmo afirmou ontem o presidente do Sincomércio, Walterli Martinez, que solicitou à Prefeitura que o município não aderisse ao Carnaval deste ano como um ponto facultativo.

"Além de evitar tumultos e aglomerações, nós conseguimos trabalhar nestas datas, o que é positivo para os lojistas. Por este motivo, inclusive, protocolamos um ofício à Prefeitura solicitando a derrubada do feriado", explicou o presidente do Sincomércio. Assim como o ponto facultativo, os desfiles de escolas de samba também foram suspensos. (T.M.)

Deixe uma resposta

Comentários