Covid deixa mais 11 mortos no Alto Tietê

As três cidades mais populosas do Alto Tietê - Itaquaquecetuba, Mogi das Cruzes e Suzano - informaram na tarde de ontem a ocorrência de 11 mortes causadas pelo coronavírus (Covid-19). Os registros foram passados na tarde de ontem pelo Consórcio de Desenvolvimento dos Municípios do Alto Tietê (Condemat), em parceria com as prefeituras. Os demais municípios não informaram mortes pela doença.

Itaquá foi o município com mais óbitos registrados nas última 24 horas, foram cinco no total, sendo três de mulheres e dois de homens, as vítimas tinham entre 29 e 86 anos. Em Mogi as mortes ocorreram em dois homens e duas mulheres, que tinham 77, 65, 63 e 59 anos. Por fim, Suzano informou falecimento de dois homens, de 75 e 72 anos.

Com esse acréscimo, o Alto Tietê acumula 2.136 mortes por coronavírus. Mogi, Itaquá e Suzano são, justamente, as cidades com mais óbitos registrados. Somados, esses três municípios possuem 1.428 falecimentos em decorrência da doença, o que representa 66,8% de todas as mortes causadas pela Covid-19 desde o final de março do ano passado.

Em todo o Estado de São Paulo são 55.419 óbitos e 1.878.802 casos confirmados durante toda a pandemia. Entre o total de casos diagnosticados de Covid-19, 1.638.936 pessoas estão recuperadas, sendo que 187.353 foram internadas e tiveram alta hospitalar.

As taxas de ocupação dos leitos de UTI são de 65,7% na Grande São Paulo, onde está incluído o ALto Tietê, e 66,8% no Estado. O número de pacientes internados é de 12.517, sendo 6.666 em enfermaria e 5.851 em unidades de terapia intensiva, conforme dados das 10h30 desta quarta-feira.