DAEE e Prefeitura intensificam a limpeza de rios e córregos

Córrego dos Corvos, na avenida Paulo VI, teve limpeza concluída no início do mês
Córrego dos Corvos, na avenida Paulo VI, teve limpeza concluída no início do mês - FOTO: Divulgação/PMMC

O Departamento de Águas e Energia Elétrica (DAEE) do governo do Estado informou anteontem que vem realizando uma série de ações de desassoreamento de rios e córregos em Mogi das Cruzes e em outras cidades do Alto Tietê. As iniciativas contra enchentes também estão sendo realizadas, em escala local, pela administração municipal em córregos e cursos d'água na área urbana.

Neste pacote estão ações no córrego dos Corvos, na avenida Paulo VI; o córrego da avenida Nilo Marcatto, em Cezar de Souza; o córrego do Bento, na Ponte Grande; e o curso d'água das ruas projetadas do Rodeio, com atividades previstas para as próximas semanas. 

O departamento estadual relatou que já foram retirados 10 mil metros cúbicos de sedimentos do rio Jundiaí em um trecho de dois quilômetros. As ações no curso d'água tiveram início em novembro do ano passado, com o objetivo de reduzir o potencial de alagamento às margens do rio com o período de chuvas de verão, sendo realizado próximo à adutora da Companhia de Saneamento Básico do Estado de São Paulo (Sabesp).

A previsão do órgão estadual responsável pelos rios é de que mais 27 mil metros cúbicos de detritos, areia e outros materiais sejam retirados de mais três quilômetros do rio Jundiaí, com um investimento total de
R$ 4,4 milhões na intervenção.

A secretaria municipal de Serviços Urbanos também relatou que está atuando contra as enchentes, dispondo de um Departamento de Operações do Sistema de Drenagem Urbana e Rural, com equipes que atuam para a melhoria dos sistemas de drenagem e promovem ações de prevenção a enchentes e uma força-tarefa de zeladoria que inclui a limpeza de córregos. No total, 36 funcionários e 15 máquinas e veículos como caminhões basculantes, retroescavadeiras, escavadeiras hidráulicas e outros são utilizados diariamente no trabalho de desassoreamento e limpeza.

A prioridade da administração municipal, segundo a Pasta de Serviços Urbanos, é a manutenção da Operação Verão, que prioriza até o final de março o atendimento a emergências causadas pelas chuvas. A partir de abril, será criado um novo cronograma com ações concentradas e de caráter preventivo, para minimizar os problemas no próximo período de chuvas.

Ações regionais 

Segundo o DAEE, ações de combate às enchentes estão sendo realizadas também em outras cidades da região. Investimentos de
R$ 13,5 milhões com recursos do Fundo Estadual de Recursos Hídricos (Fehidro) estão sendo realizados no rio Jaguari, no limite entre Suzano e Itaquaquecetuba, além de ações a partir de março no córrego Itaim, em Poá. O órgão aguarda o licenciamento ambiental para o uso do local onde é depositado e separado o sedimento para transporte ao aterro sanitário, para ações no rio Guaió, em Suzano.

O órgão também informou que contratos de financiamento para mais cinco projetos de obras junto ao Fehidro foram assinados. As ações serão feitas em Mogi, Biritiba Mirim e Suzano. Neste conjunto de obras estão incluídos os Lotes 4.5 e 5 do rio Tietê, no limite entre Mogi e Biritiba.

Deixe uma resposta

Comentários