SAE/CTA distribui autoteste de HIV e fortalece parcerias

O Serviço de Atendimento Especial/Centro de Testagem e Aconselhamento (SAE/CTA) de Suzano agora atende em novo endereço. A unidade, que é referência para casos de Infecções Sexualmente Transmissíveis (ISTs) e outras enfermidades, está localizada na rua Otávio Miguel da Silva, 323, no Parque Suzano, região do Jardim Imperador, com expediente de segunda a quinta-feira, das 8 às 15 horas, e às sextas, das 8 horas ao meio-dia. Além do novo ambiente, as equipes também têm fortalecido o trabalho por meio de parcerias para a conscientização sobre a temática e a distribuição de autotestes de HIV.

De acordo com a coordenadora Jerusa Dias Rahal Moretti, responsável pelo acompanhamento dos casos de ISTs, HIV e hepatites, a unidade se empenha em estar cada vez mais próxima dos pacientes em acolhimento, oferecendo atendimento de qualidade em um espaço amplo e de fácil acesso. Para além do tratamento gratuito, o SAE/CTA também reforça o caráter orientativo, garantindo total acesso à informação. "Contamos com a distribuição de kits de autoteste, voltados a quem prefere realizar o teste em casa ou em outro local, por escolha pessoal. Para isso, garantimos toda a orientação necessária sobre a aplicação e os procedimentos posteriores, incluindo tratamento e acompanhamento dos casos de HIV positivo. Aconselhamos também sobre a importância de exames periódicos para outras doenças, como sífilis e hepatites B e C", detalhou a coordenadora.

Jerusa destacou ainda que a unidade busca fortalecer parcerias com entidades e pessoas de maior inserção junto ao público-alvo das campanhas de conscientização sobre a temática, que são os jovens com idades entre 15 e 29 anos. "O SAE/CTA presta um serviço de extrema importância, mas que poucas pessoas têm conhecimento. Precisamos cada vez mais falar sobre as ISTs, tendo a informação como verdadeiro fator de prevenção", destacou.

Lucas Eduardo dos Santos, fundador e coordenador do Coletivo Megê, é um dos parceiros da unidade, atuando como facilitador da prevenção e multiplicador da causa. "Mobilizamos encontros em escolas públicas para alunos do ensino fundamental II, ensino médio e EJA (Educação para Jovens e Adultos), na perspectiva de levar informação sobre as ISTs por meio de materiais educativos e itens de prevenção, como preservativos masculino e feminino. O coletivo também realiza atividades voltadas à saúde mental. Desta forma, fazemos com que a informação circule entre pares. Nosso objetivo é fazer com que a orientação chegue ao maior número de pessoas", afirmou.