Mogi conversa com 8 empresas para se instalarem na cidade

Um dos locais cogitados para a instalação das empresas é a avenida das Orquídeas
Um dos locais cogitados para a instalação das empresas é a avenida das Orquídeas - FOTO: Emanuel Aquilera

Pensando na expansão econômica e comercial de Mogi das Cruzes, a Secretaria Municipal de Desenvolvimento Econômico está conversando sobre a possível instalação ou ampliação de oito empresas no município. As localidades onde as organizações privadas serão implantadas dependem das decisões com os responsáveis pelas áreas e as respectivas características que cada uma das empresas busca para o próprio negócio.

Caso as entidades privadas sejam inauguradas ou expandidas, serão levados em conta fatores como a infraestrutura, o adensamento populacional no entorno, a mobilidade urbana, as vias para escoamento de produção e o custo do metro quadrado.

Considerando que tudo ainda está em andamento, os nomes e segmentos industriais ainda não podem ser revelados. "Os cronogramas para implantação de novas unidades ou para a definição dos investimentos dependem de cada organização. A Prefeitura apenas faz o acompanhamento e oferece todo suporte para os processos de cada uma delas", afirmou o secretário municipal de Desenvolvimento Econômico, Gabriel Bastianelli.

A primeira ação de impacto realizada pela Pasta nesta nova gestão, com o prefeito Caio Cunha (Pode), foi a garantia recente de um espaço no distrito industrial do Taboão para a empresa Renova. A companhia é especializada em criar produtos a partir de resíduos sólidos e deve gerar mais de 300 empregos diretos na cidade, segundo informações da Secretaria Municipal de Desenvolvimento Econômico.

O distrito industrial do Taboão, apesar de ser muito atrativo para as indústrias, vem sendo alvo de insatisfação dos empresários há décadas pela dificuldade de acesso. Por isso, a proposta de uma via que facilite o trânsito de veículos no distrito industrial vem sendo uma demanda da Associação Gestora do Distrito do Taboão (Agestab) há mais de dez anos. O pré-projeto para a implantação de uma via marginal, que faça a ligação do distrito à rodovia Ayrton Senna (SP-70) segue sem definição.

Outra região com grande potencial de investimento é a avenida das Orquídeas, inaugurada em julho de 2019. A via foi aberta como uma alternativa para o tráfego de veículos pela rodovia Henrique Eroles (SP-66) e avenida Francisco Ferreira Lopes, na região do distrito de Braz Cubas. A nova avenida forma uma ligação com a cidade de Suzano pela avenida Jorge Bei Maluf e Major Pinheiro Fróes, possibilitando uma ligação direta até o Trecho-Leste do Rodoanel Mário Covas (SP-21), no limite entre os municípios de Suzano e Poá.

No final do ano passado, por exemplo, foram iniciados os estudos para a implantação do Parque Tecnológico à margem da via, com projeção de instalação de ao menos dez empresas, uma universidade, centro de exposição e eventos, além de uma estação de trem da Companhia Paulista de Trens Metropolitanos (CPTM). No entanto, ainda não se sabe se a atual gestão dará continuidade aos estudos e implantações.

 

Deixe uma resposta

Comentários