Ampliação do horário da venda de bebidas alcoólicas não altera rotina

Regra começou a valer na segunda-feira passada
Regra começou a valer na segunda-feira passada - FOTO: Mogi News/Arquivo

Desde segunda-feira, as novas regras para vendas de bebidas alcoólicas em restaurantes de cidades que estão na fase 3 amarela do Plano São Paulo de retomada das atividades estão agradando aos empresários e donos de restaurantes de Mogi das Cruzes. Além disso, a flexibilização para venda não mudou a rotina de fiscalização realizada pela Prefeitura.

A determinação, divulgada na tarde da última sexta-feira pela secretária de Estado de Desenvolvimento Econômico Patrícia Ellen, estabelece que os restaurantes que poderão funcionar até 22 horas poderão vender bebidas alcoólicas até o final de seu expediente, sendo que antes deveriam parar a venda às 20 horas.

Todas as demais regras para funcionamento seguem valendo como ocupação máxima de 40%, apenas clientes sentados em até seis pessoas por mesa, aferição de temperatura na entrada e disponibilidade de álcool em gel.

A Prefeitura de Mogi, por meio de sua Secretaria Municipal de Segurança, informou que a mudança nas regras não trouxe alterações nas rotinas de trabalho do Departamento de Fiscalização de Posturas, sendo que os agentes apenas se adaptaram aos horários permitidos pelo Plano São Paulo.

Durante o mês de janeiro, a Prefeitura de Mogi das Cruzes informa que realizou 140 notificações e 31 autuações referentes ao desrespeito aos decretos de combate à pandemia do novo coronavírus, sendo principalmente às violações do Plano São Paulo com a abertura de estabelecimentos fora das regras e horários. "Os números são maiores que os registrados em meses anteriores, uma vez que durante o mês de janeiro, houve determinações que deixaram mais restritas as normas para o funcionamento de estabelecimentos comerciais, principalmente durante à noite e finais de semana", explicou a Administração municipal.

Para a Associação Comercial de Mogi das Cruzes (ACMC), os ajustes realizados são positivos, podendo trazer alívio para o setor. "A ACMC tem acompanhado de perto a situação, buscando saídas e soluções para este momento ,sempre com foco na segurança tanto dos clientes quanto dos colaboradores. É importante ressaltar que as medidas de distanciamento social e higiene devem continuar sendo priorizadas para que possamos superar o quanto antes esta situação", concluiu em nota.

Deixe uma resposta

Comentários