Bertaiolli defende uso do Pezzuti na luta contra a Covid

Estado confirmou ampliação de leitos para covid no Dr. Arnaldo Pezzuti
Estado confirmou ampliação de leitos para covid no Dr. Arnaldo Pezzuti - FOTO: Divulgação

O deputado federal Marco Bertaiolli (PSD) defendeu a utilização do Hospital Dr. Arnaldo Pezzuti Cavalcanti, no distrito de Jundiapeba, como unidade de referência para atendimento de casos de Covid-19. Para ele, isso seria fundamental para a estratégia de saúde pública do município e da região, devendo ser uma prioridade dos agentes públicos.

A posição vem depois do encontro de representantes da Prefeitura e da Câmara de Mogi com o secretário de Estado da Saúde, Jean Gorinchteyn, realizado no início da semana. O encontro, que aconteceu na cidade de São Paulo, proporcionou a troca de informações entre as partes sobre a situação da rede pública de saúde em Mogi e na região do Alto Tietê como um todo.

Segundo o deputado Bertaiolli, a utilização do Hospital Dr. Arnaldo Pezzuti segue as diretivas do Pacto Hospital, que teria sido criado em sua gestão como prefeito da cidade. "O objetivo era de que todos - os hospitais do Estado, o Hospital Municipal de Braz Cubas, a Santa Casa e as unidades particulares - se integrassem e funcionassem de forma complementar para que não houvesse excesso de oferta de algumas especialidades e demanda reprimida de outras. O Hospital Dr. Arnaldo precisa se integrar a esse processo", explicou.

Segundo o secretário de Saúde de Mogi, Henrique Naufel, o encontro de trabalho ocorrido na segunda-feira teve como principal objetivo apresentar o prefeito Caio Cunha (Pode) ao secretário de Estado da Saúde, e a principal solicitação do município é pelo incremento de leitos de enfermaria para Covid-19 à retaguarda de atendimento para o Alto Tietê. "O pedido de utilização do Hospital Dr. Arnaldo Pezzuti Cavalcanti para casos de Covid-19 segue em análise. Infelizmente, a progressão de casos é uma realidade em todo o Estado. Esperamos que as pessoas, principalmente os jovens, respeitem o distanciamento necessário neste momento", apontou o secretário.

Questionada pela reportagem, a Secretaria de Estado da Saúde informou que, desde o início da pandemia, já foram ativados cerca de 500 leitos exclusivos para Covid-19 na região, além de 130 novos respiradores. "A Secretaria dialoga com todos os gestores e realiza análises técnicas para a definição das estratégias assistenciais, sempre com base no monitoramento do cenário da pandemia", afirmou em nota.

Ontem, a Grande São Paulo foi rebaixada à Fase 2 (laranja) do Plano São Paulo de retomada das atividades. A taxa de ocupação de leitos de UTI para Covid, principal critério usado pelo governo do Estado, chegou à 70,8%.

Deixe uma resposta

Comentários