Comissão de Pleito fará análise de documentação

Com o término do prazo para as inscrições das entidades da sociedade civil interessadas em participar da eleição da Conselho Municipal da Cidade de Mogi das Cruzes (Concidade), que ocorreu na quarta-feira passada, a Comissão de Pleito fará a análise da documentação dos inscritos para a habilitação das candidaturas. A eleição está marcada para ocorrer no próximo sábado e indicará representantes da sociedade civil para a gestão 2021-2022.

Uma página do site da Prefeitura reúne todas as informações sobre o processo eleitoral acesse https://www.mogidascruzes.sp.gov.br/pagina/conselho-da-cidade/publicacoes.

O secretário de Planejamento e Urbanismo, Claudio de Faria Rodrigues, comenta que houve inscritos para todos segmentos, o que mostra o interesse da sociedade. Ele ressalta que o Concidade tem, entre suas funções primordiais, debater e auxiliar na formulação das políticas municipais relacionadas ao desenvolvimento urbano sustentável, atuando como um grupo permanente de consulta e deliberações sobre o assunto. "A participação popular é o eixo central do Concidade, que em sua essência conta com a presença e a participação de diversos segmentos da sociedade", comenta o secretário.

De acordo com o cronograma da eleição, no dia 1º de março será publicado no site da Prefeitura e no quadro de editais do Prédio 1, localizado na avenida Narciso Yague Guimarães, 277 a relação das entidades habilitadas e não habilitadas. Entre amanhã e quinta-feira, as entidades eventualmente não habilitadas poderão interpor recursos à Comissão de Pleito, de forma presencial ou pelo e-mail [email protected] Já na sexta-feira, serão publicados os recursos deferidos e indeferidos no site e no quadro de editais.

O processo eleitoral elegerá 14 titulares e 14 suplentes da sociedade civil, por meio de entidades de cada segmento. Serão cinco titulares e cinco suplentes dos movimentos sociais e populares; dois titulares e dois suplentes das entidades sindicais dos trabalhadores; dois titulares e dois suplentes das entidades empresariais relacionadas à produção e ao financiamento do desenvolvimento urbano; quatro titulares e quatro suplentes das entidades profissionais, acadêmicas e de pesquisa e conselhos de classe; e um titular e um suplente de organizações não governamentais.

Os representantes de cada área só poderão participar e votar no seu respectivo segmento. Por conta da pandemia da Covid-19, o processo eleitoral poderá ser realizado de forma remota ou presencial, devendo ser definido previamente e de comum acordo pelos participantes de cada setor.