Mogi registra dez autuações por desrespeito à pandemia

O Departamento de Fiscalização de Posturas de Mogi das Cruzes registrou no final de semana passado dez autuações por desrespeito às determinações do Decreto Estadual 64.881/2020 da pandemia da Covid-19. O documento estabeleceu a quarentena em todo o Estado de São Paulo com normas aos comerciantes e à população geral, que projetam conter a disseminação do vírus.

Além das dez autuações por desrespeito ao decreto, o departamento registrou outras seis autuações por desrespeito à Lei do Silêncio, duas pela ocorrência de pancadões e uma pela funcionamento de um estabelecimento sem alvará.

Segundo a Secretaria Municipal de Segurança, as autuações aconteceram em Braz Cubas, Centro, Jundiapeba, Parque São Martinho e Vila Bernardoti. De acordo com a Prefeitura, os números não estão necessariamente relacionados às determinações do toque de restrição, implantado pelo Estado na sexta-feira passada.

A fiscalização noturna é feita das 23 às 5 horas e deve se encerrar apenas no próximo dia 14, com foco na diminuição de festas clandestinas e quaisquer outros tipos de aglomerações que possam contribuir com a disseminação do coronavírus.

Em nota, a Secretaria Estadual de Saúde informou que não há um balanço sobre o desrespeito ao toque de restrição. Em Ferraz de Vasconcelos, por parte da Guarda Civil Municipal (GCM) houve uma autuação de um bar, localizado no Parque São Francisco. O local foi multado em 30 Unidades Fiscais do Município (UFMs) no sábado passado, o que equivale a aproximadamente R$ 3,2 mil.

Por outro lado, as prefeituras das outras três cidades da região disseram que não houve nenhum registro. "Nada foi registrado pela GCM de Suzano, com o Departamento de Fiscalização de Posturas e com a Vigilância Sanitária. Não houve chamado ou denúncia para atendimento de ocorrência relacionada ao período de toque de restrições", disse a Prefeitura de Suzano.

Já a GCM de Itaquaquecetuba, em parceria com a Polícia Militar (PM), afirmou que percorreu diversos pontos com indicação de aglomeração, mas não houve autuação, notificação ou multa. Foi verificado pela Secretaria Municipal de Segurança Urbana que a população tem compreendido a mensagem da Administração Municipal sobre a necessidade de respeito e consciência.

Em Poá, tanto a GCM quanto a PM realizaram uma blitz orientativa a fim de instruir a população sobre as novas determinações do retorno à Fase Laranja do Plano São Paulo, com o toque de restrições.