Ocupação de leitos no limite liga sinal de alerta na região

O Guido Guida, em Poá, não possui leitos de UTI, mas tem oito de Enfermagem
O Guido Guida, em Poá, não possui leitos de UTI, mas tem oito de Enfermagem - FOTO: Mogi News/Arquivo

Quatro hospitais da região que atingiram o limite de internações por pacientes com coronavírus (Covid-19) nos leitos de Unidade de Terapia Intensiva (UTI) continuam com a taxa de ocupação perto da capacidade máxima. As informações da administração particular esclareceram que os 11 leitos de UTI estavam ocupados na tarde de ontem e que os 23 leitos de Enfermaria também estavam lotados.

De 11 leitos da ala semi-intensiva no Pronto-Socorro (PS) municipal de Suzano, dez estavam ocupados, o que gerou uma taxa de 90%. Além disso, dos 20 leitos destinados apenas à Prefeitura de Suzano no Hospital Santa Maria, as taxas de ocupação chegaram a 60% na ala de Enfermaria e 70% nas UTIs. Há dez leitos para cada classificação.

Outro Hospital que continua com uma taxa de 100% de ocupação na UTI é o Regional Doutor Osíris Florindo Coelho, de Ferraz de Vasconcelos. De acordo com as informações da Secretaria de Estado da Saúde, há 23 leitos de UTI e outros 12 de Enfermaria, que registraram um índice de 75% de ocupação.

Ainda segundo a Secretaria Estadual de Saúde, os únicos dois leitos de UTI do Hospital Santa Marcelina, de Itaquaquecetuba, também estavam ocupados com pacientes em estado grave de saúde pela doença viral. Dos 16 leitos de Enfermaria, 12 também estavam ocupados ontem. Já na Central da Covid-19, dos 17 leitos, 15 estavam tratando pacientes ontem, mas a Prefeitura não informou sobre a classificação deles.

O mesmo ocorre nos leitos de UTI no Hospital Municipal de Mogi das Cruzes, segundo informações divulgadas pelo prefeito Caio Cunha (Pode), na noite de ontem. Os números apontam que a taxa de ocupação era de 100% nos 54 leitos. Por outro lado, no Hospital Luzia de Pinho Melo, de responsabilidade estadual, são 52 leitos de enfermaria e 24 de UTI; na noite passada, a unidade registrou 88% de ocupação na UTI e 58% da Enfermaria.

Já no no Hospital Municipal Guido Guida, localizado em Poá, não existem leitos de UTI cadastrados. Na manhã de ontem, a Secretaria Municipal de Saúde afirmou que dos oito leitos de Enfermaria, seis estavam ocupados. A unidade também possui dois leitos de Emergência, com respirador e monitor cardíaco, que estavam ocupados.

Na tentativa de diminuírem as altas taxas de ocupação nos hospitais da região, por meio do Consórcio de Desenvolvimento dos Municípios do Alto Tietê (Condemat), os prefeitos continuam cobrando o governo do Estado para que a ampliação de leitos nas unidades públicas de saúde ocorra o quanto antes.

Mortes

Ontem, no Alto Tietê, 17 mortes por coronavírus foram registradas