Apesar da restrição, reforço no transporte será mantido

Prefeitura registrou aumento de usuários nos ônibus
Prefeitura registrou aumento de usuários nos ônibus - FOTO: Divulgação

O reforço no atendimento do transporte coletivo de Mogi das Cruzes está mantido mesmo com a decisão de adoção de medidas mais restritivas, equivalentes à Fase Vermelha do Plano São Paulo, que começaram a valer nesta quarta-feira (03/03). A decisão da Prefeitura de Mogi das Cruzes busca evitar aglomerações nos ônibus do município durante os horários de maior movimentação de passageiros.

Nesta quarta-feira, a Secretaria Municipal de Transportes já iniciou o remanejamento dos ônibus que atuam no entrepico, quando a movimentação de passageiros é menor, para reforçar ainda mais o atendimento nos horários de maior demanda de usuários transportados. O trabalho havia começado na terça-feira (02/03), quando a frota foi ampliada com sete novos ônibus para o atendimento dos principais corredores da cidade.

"O reforço no transporte coletivo continua porque a cidade está na Fase Vermelha e é importante que seja evitada a aglomeração de pessoas nos seus deslocamentos. Ou seja, mesmo com uma tendência de queda no número de passageiros, ao invés de diminuir o número de ônibus, a Prefeitura está ampliando a oferta de transporte para a população", afirmou a secretária municipal de Transportes, Cristiane Ayres.

A secretária lembrou ainda que, com o reforço, os principais corredores estão com ônibus passando nos pontos com intervalos entre dois e três minutos nos horários de pico. Funcionários da Secretaria Municipal de Transportes e das empresas concessionárias mantém o acompanhamento nos locais de maior movimentação e na operação dos ônibus. Os dados do primeiro dia do trabalho de reforço já se mostraram positivos.

No período da manhã desta terça-feira (03/03), 13,3% das viagens acompanhadas operaram com número reduzido de passageiros, 18,6% das viagens acompanhadas circularam com lotação pela metade, 60% das viagens com maior ocupação mas todos os passageiros sentados e apenas 8% dos ônibus circularam com passageiros em pé.

Já durante o horário de pico da tarde, 31,2% das viagens acompanhadas operaram com número reduzido de passageiros, 39,2% das viagens acompanhadas circularam com lotação pela metade, 22,4% das viagens com maior ocupação mas todos os passageiros sentados e apenas 7,2% dos ônibus circularam com passageiros em pé.

"Neste primeiro dia, os funcionários também orientaram os passageiros para que não utilizassem ônibus mais cheios, aguardando os próximos. Algumas pessoas não aceitaram e decidiram embarcar mesmo com o lugares ocupados", disse Cristiane.

A ampliação no número de ônibus em circulação está beneficiando os corredores viários da avenida Japão, que atende bairros como o Conjunto Santo Ângelo, da avenida Francisco Rodrigues Filho, , que recebe os veículos do Botujuru e do distrito de Cezar de Souza, da avenida Lourenço de Souza Franco, por onde passam os ônibus de Jundiapeba, e da avenida Shozo Sakai, que atende a região do Jardim Layr.