Pezzuti e demais hospitais vão garantir 70 leitos para a região

Para o deputado federal Marco Bertaiolli, hospital de Mogi possui boa localização
Para o deputado federal Marco Bertaiolli, hospital de Mogi possui boa localização - FOTO: Arquivo/Mogi News

A abertura de leitos para combater o coronavírus (Covid-19) no Hospital Doutor Arnaldo Pezzuti Cavalcanti, localizado no distrito de Jundiapeba, em Mogi das Cruzes, atende a uma demanda antiga da região, informou ontem o deputado estadual Marco Bertaiolli (PSD), que defendeu a utilização da unidade como referência para casos de Covid-19. A unidade deverá receber pacientes da região somente por meio de encaminhamento. "Sua posição geográfica, infraestrutura já existente e a capacidade de isolamento sempre transformaram o hospital em uma localização preferencial para o atendimento de casos leves e graves. No entanto, foi optado pela escolha do Hospital Municipal em Braz Cubas, o que acabou fechando outros serviços", explicou o deputado.

Segundo o parlamentar, os contínuos contatos de representantes do município com o secretário de Estado da Saúde, Jean Gorinchteyn, mostraram a necessidade de adoção do Dr. Arnaldo como opção para a demanda crescente de leitos na segunda onda da pandemia. "A Secretaria de Estado da Saúde está realizando a contratação de novos profissionais que vão atuar no Pezzuti e nos leitos a serem abertos nos outros hospitais da região. Acreditamos que o processo será concluído o mais rápido possível, devido à necessidade urgente destes leitos abertos", concluiu Bertaiolli.

A demanda por mais leitos na região vem sendo a bandeira dos prefeitos desde o início do ano. Em janeiro, o Consórcio de Desenvolvimento dos Municípios do Alto Tietê (Condemat) apresentou um pedido junto ao governo estadual para a abertura de mais leitos, dando prioridade às estruturas do Pezzuti e do Hospital das Clínicas de Suzano.

A Secretaria de Estado da Saúde informou ontem que o governo do Estado pretende abrir 70 novos leitos exclusivos para tratamento do novo coronavírus em hospitais estaduais do Alto Tietê. No total, serão abertos, de forma gradual, 30 novos leitos - sendo 10 de Unidade de Terapia Intensiva (UTI) e 20 para enfermaria - no. Arnaldo Pezzuti, no distrito de Jundiapeba em Mogi das Cruzes; 10 leitos de UTI no Hospital Santa Marcelina em Itaquaquecetuba e outros 30 leitos no Hospital das Clínicas de Suzano (10 de UTI e 20 de Enfermaria).

A medida complementa a abertura de 30 leitos de UTI ocorrida em três hospitais estaduais localizados em Mogi, Ferraz de Vasconcelos e Guarulhos.

Agora, com o risco de colapso no sistema de Saúde, o Conselho de Prefeitos deve se reunir hoje com o secretário de Estado de Desenvolvimento Regional, Marco Vinholi, para pedir a agilização na vinda dos leitos e o apoio do Palácio dos Bandeirantes na contratação de leitos privados. "Nas próximas duas semanas teremos um agravamento ainda maior da pandemia, por isso nossa região não suporta esperar por mais 10 dias para a implantação destes leitos. Precisamos que esta ampliação aconteça imediatamente para suprir a necessidade que já existe na região", afirmou o prefeito de Suzano e presidente do Condemat, Rodrigo Ashiuchi (PL).

Mortes

O Alto Tietê registrou ontem mais 12 mortes por coronavírus. A região já acumula 2.324 óbitos