Equipes evitam crime ambiental em Suzano

A Guarda Civil Municipal (GCM), a Secretaria de Meio Ambiente e o Departamento de Fiscalização de Posturas de Suzano realizaram operação conjunta ontem para combater crimes ambientais no distrito de Palmeiras.

Como resultado da intensificação das medidas de fiscalização e combate a irregularidades na região, uma equipe da GCM localizou na quarta-feira algumas entradas suspeitas em espaços destinados à preservação ambiental no Jardim Regina. As equipes adentraram o local às 9 horas desta quinta, em ação coordenada. De imediato, foi identificada a existência de uma obra ilegal, em início de operação. Nenhuma pessoa se encontrava nas imediações.

Os agentes constataram os crimes de desmatamento, parcelamento irregular de solo e poda ilegal de árvores em área protegida por lei. No local, havia crateras com início de construção, diversas ferramentas utilizadas na obra, um banheiro químico, um contêiner, uma caixa d'água industrial e espaços já cavados para piscinas. As equipes realizaram a apreensão dos itens e seguem à procura dos envolvidos.

O chefe da pasta de Meio Ambiente, André Chiang, reforçou a importância de ações coordenadas como essa para coibir crimes ambientais e preservar a natureza. "O trabalho conjunto entre os órgãos públicos é essencial para ampliar o alcance das medidas de combate a irregularidades no município", afirmou.

Segundo o diretor do Departamento de Fiscalização de Posturas, Edson Tavares, a operação obteve resultados extremamente positivos com o levantamento e a autuação dos locais explorados de forma indevida. Tanto o seu setor como a Secretaria Municipal de Meio Ambiente deram entrada em processos administrativos sobre o caso.