Quase 1/3 dos novos leitos para Covid serão instalados em Mogi

Hospital Municipal de Mogi vai receber os novos leitos bancados pelo Estado
Hospital Municipal de Mogi vai receber os novos leitos bancados pelo Estado - FOTO: Arquivo/Mogi News

O prefeito de Mogi das Cruzes, Caio Cunha (Pode), confirmou ontem que o município receberá o apoio do governo do Estado para a instalação de mais 65 leitos destinados para o tratamento do coronavírus (Covid-19) a partir da próxima semana, sendo 15 de Unidade de Terapia Intensiva (UTI) e 50 para Enfermaria. Isso equivale ao anúncio feito no Palácio dos Bandeirantes, sede do governo do Estado, em uma reunião de trabalho entre representantes do Consórcio de Desenvolvimento dos Municípios do Alto Tietê (Condemat) e o secretário de Estado de Desenvolvimento Regional, Marco Vinholi. No total, foram destinados
R$ 14,6 milhões para a criação de 197 leitos em hospitais da região, sendo 79 leitos para UTI e 118 para Enfermaria.

Para Mogi serão destinados R$ 3,5 milhões, que auxiliarão no financiamento de 15 novas vagas de alta complexidade que serão criadas no Hospital Municipal Pref. Waldemar Costa Filho, localizado no distrito de Braz Cubas.

A proposta da Secretaria Municipal de Saúde é de que todas as vagas sejam abertas até o início da próxima semana, aproveitando a estrutura e os recursos já existentes no local. Segundo o secretário de Saúde, Henrique Naufel, os 50 leitos de Enfermaria serão instalados na área do Ambulatório de Especialidades do Hospital Municipal, com entrada pelo Bloco B.

Na transmissão ao vivo realizada em redes sociais após a reunião entre representantes o Condemat e o secretário estadual, o prefeito de Mogi aproveitou para esclarecer alguns pontos sobre a vinda dos novos leitos, como a reativação de um hospital de campanha na cidade. "Sempre nos cobram sobre o retorno do hospital de campanha, mas sempre informamos que este tipo de estrutura não é apenas uma tenda montada em um espaço aberto: a UnicaFisio hoje atua como nosso hospital de campanha, em um ambiente com a estrutura adequada para leitos de Enfermaria e UTI", informou o prefeito.

Ao final, Caio Cunha mais uma vez pediu ao povo mogiano para que colaborem com as medidas de distanciamento do decreto municipal que instituiu as regras da Fase 1 (Vermelha) do Plano São Paulo na cidade. "Muitos se manifestam contra. Mas as pessoas não entendem a situação que vivemos. Hoje, todos os hospitais de Mogi das Cruzes estão lotados. Se houver um acidente doméstico, uma colisão de automóveis ou qualquer outro tipo de trauma, não haverá como atender de forma adequada. As medidas de isolamento são para proteger vidas. A pandemia ainda não acabou, então peço a todos que se cuidem", concluiu.

A abertura dos novos leitos em Mogi das Cruzes vem para complementar a ação da Secretaria de Estado da Saúde, que informou que abrirá mais leitos de UTI na região, sendo 30 deles no Hospital Dr. Arnaldo Pezzuti Cavalcanti, no distrito de Jundiapeba com 10 leitos de UTI e 20 leitos de Enfermaria. A medida foi tomada nesta semana pelo governo do Estado para evitar o colapso do sistema de saúde em São Paulo.