'Prospera Mulher' atenderá cinco cidades da região

O governo do Estado de São Paulo, por meio da Secretaria de Desenvolvimento Social, apresentou o programa Prospera Mulher, que promove geração de renda, autonomia e mobilidade social, por meio do acesso ao mundo do trabalho e inclusão. "O governo trabalha prioritariamente para a população mais fragilizada, mantendo sempre um olhar atencioso para as famílias monoparentais lideradas por mulheres, que desempenham papéis duplos na criação dos seus filhos enfrentando múltiplas vulnerabilidade sociais", comentou a secretária Célia Parnes.

O programa tem como premissa a inclusão produtiva, estimulando a geração de renda por meio do acesso ao trabalho, empreendedorismo, capacitações e oportunidades de ofício atrelado a plano de futuro combinando aspirações pessoais, profissionais, sociais e financeiras; e ao incentivo à bancarização e cultura de poupança, com a transferência de recursos. O apoio financeiro, com acompanhamento contínuo para desenvolvimento de vínculo interpessoal e referência positiva, acontece em 3 etapas: apoio ao consumo (R$180,00 mensais para despesas primárias); poupança (até R$ 2.160,00 como estímulo à bancarização e à cultura de poupar para o "projeto de vida" dos beneficiários); compra de ativos (até R$1.200,00 para equipamentos, ferramentas ou insumos para o novo negócio).

Esta primeira fase do Prospera Mulher visa beneficiar 12 mil famílias no Estado e tem como público-alvo as chefes de famílias monoparentais, com crianças de 0 a 6 anos, e que estejam em situação de extrema pobreza, (ou seja, que sobrevivem mensalmente com até R$89 por pessoa), devidamente cadastradas no CadÚnico, preferencialmente, atendidas por programas e serviços destinados à primeira infância.

Os 23 municípios que participarão desta primeira fase do programa são: Miracatu, Iguape, Capão Bonito, Francisco Morato, São Lourenço da Serra, Embu-Guaçu, Pirapora do Bom Jesus, Juquitiba, Cajamar, Itanhaém, Guararema, Bertioga, Biritiba-Mirim, Teodoro Sampaio, Peruíbe, Mongaguá, Embu das Artes, Itararé, Poá, Registro, Arujá, Itaquaquecetuba e Carapicuíba.