Associação Comercial de Mogi inaugura Sala Saúde da Mulher

ACMC anunciou 100 vagas gratuitas para formação de empreendedores
ACMC anunciou 100 vagas gratuitas para formação de empreendedores - FOTO: Divulgação

Associação Comercial de Mogi das Cruzes (ACMC) inaugurou na segunda-feira passada, no Dia Internacional da Mulher, a Sala Saúde da Mulher. O espaço, que além de contar com atendimento e equipamentos especializados, possui uma equipe médica capacitada para identificar durante às consultas se a paciente é vítima de algum tipo de violência doméstica.

A estrutura integra o Centro da Mulher Empreendedora, iniciativa que reúne diversos serviços para a mulher.
Durante a abertura do espaço, que foi realizada de maneira remota e transmitida pelas redes sociais da Associação Comercial, a presidente da ACMC e vice-presidente do Conselho da Mulher Empreendedora e da Cultura (CMEC) da Federação das Associações Comerciais do Estado de São Paulo (Facesp), Fádua Sleiman, anunciou um programa de crédito às microempresárias cadastradas no Microempreendedor individual (MEI). A ação é uma parceria entre a Facesp e a ACCREDITO - Sociedade de Crédito Direto.
"Com o Centro da Mulher Empreendedora, vamos atender as mulheres como um todo. O diferencial da Sala Saúde da Mulher é o atendimento médico. Durante a consulta os médicos farão perguntas para identificar se a paciente sofreu algum tipo de violência. Isso reforça o compromisso da Associação Comercial com um atendimento humanizado", reforçou a presidente da entidade.

Outra novidade anunciada por Fádua, foi a concessão gratuita de 100 vagas para o curso Educação a distância (EAD) de Formação de Empreendedores. "Ele será disponibilizado tanto para as associadas quanto para as empreendedoras que não são. Somos solidárias a todas mulheres que estão enfrentando este momento tão difícil", destacou.
A superintendente do Conselho Empresarial Feminino (Consef), Celu Campolino, ressaltou que boa parte dos comércios mogianos é comandado por mulheres. "A mulher tem que ser reconhecida como uma profissional, não importa a área em que ela atue, o importante é ter nosso espaço dentro do mercado de negócios. Com o Centro da Mulher Empreendedora vamos atender as mulheres em todas suas necessidades, inclusive, na parte psicológica e emocional, que está abalada por todos os impactos da pandemia da Covid-19", acrescentou.

Oportunidade

Ao todo, o projeto idealizado pela Facesp e ACCREDITO, distribuirá R$ 5 milhões em empréstimos entre R$ 1 mil e R$ 8 mil, com prazo para pagamento em 24 meses e com juros a partir de 1,62% ao mês. As condições serão oferecidas para as associadas e as empreendedoras que não são. Os valores poderão ser usados para aquisição de mobiliários, equipamentos, ferramentas, insumos e capital de giro.
Podem acessar a linha de crédito as empreendedoras formalizadas na condição de MEI há no mínimo três meses, que tenham domicílio no estado de São Paulo e não apresentem apontamentos restritivos. Outras informações podem ser obtidas por meio do telefone 4728-4302.