Isolamento social em Mogi registra alta esta semana

Dentro da fase vermelha do Plano São Paulo de combate ao coronavírus, o índice de isolamento social em Mogi das Cruzes subiu na comparação com a semana passada, quando as medidas restritivas ainda não haviam sido adotadas. Na comparação entre os dias úteis, na segunda-feira passada o isolamento subiu quatro pontos percentuais em relação ao registrado no mesmo dia da semana anterior.

Segundo o Sistema de Monitoramento Inteligente de São Paulo (Simi), a terça e quarta-feira passada também superaram as taxas registradas da primeira semana do mês.

Após índices recordes de isolamento registrados no final de semana passado após a adoção da fase vermelha, quando Mogi chegou a registrar uma taxa de 51% de isolamento no domingo, a cidade continua registrando números positivos apesar de ainda bem abaixo do recomendado para uma das fases mais restritivas do Plano SP que, originalmente, recomendava um percentual acima dos 60%.

Na segunda, terça e quarta-feira passada, além de superarem os índices de isolamento, também marcaram alta na comparação com o que vinha sendo praticado em fevereiro e janeiro deste ano.

Os três dias seguidos fecharam com 41% de isolamento. Antes disso, na segunda-feira anterior, Mogi havia informado uma taxa de 37%. Atualizado diariamente, o sistema mede o índice de isolamento social em todo o Estado por meio de uma parceria com as operadoras de telefonia celular.

Apesar da segunda-feira retrasada em Suzano ter marcado apenas 38%, na terça e quarta-feira passada o isolamento subiu para 41%. No mesmo período, Itaquaquecetuba marcou 41%. Ferraz 45% e Poá com 35% a 37% de isolamento.

Texto supervisionado pelo editor*