Estado decreta Fase Emergencial e Alto Tietê terá mais restrições

Anúncio das novas medidas ocorreu ontem, na sede do governo paulista, na capital
Anúncio das novas medidas ocorreu ontem, na sede do governo paulista, na capital - FOTO: Governo do Estado

O governador de São Paulo, João Doria (PSDB), decretou que a partir de segunda-feira o Estado entrará na "Fase Emergencial", com maior restrição da circulação de pessoas e atividades econômicas, mesmo as consideradas anteriormente como essenciais em razão do avanço do coronavírus (Covid-19). O anúncio foi feito ontem, no Palácio dos Bandeirantes.

Na prática, etapa terá duração mínima de duas semanas, seguindo até 30 de março. As alterações cobrem três eixos: estabelecimentos que terão suas atividades interrompidas completamente (restaurantes com atendimento para retirada de encomendas no balcão, lojas de materiais de construção, cultos em igrejas com presença de público e campeonatos esportivos); instituição do teletrabalho em repartições públicas e escritórios de atividades não essenciais, e o toque de recolher obrigatório das 20 às 5 horas.

Além das medidas de restrição ao funcionamento de serviços e repartições públicas, o Estado proibiu qualquer tipo de aglomeração em ambientes públicos e privados.

Com o objetivo de evitar aglomerações nos transportes de trabalhadores essenciais da Indústria, Comércio e Prestação de Serviços, o governo recomendou o escalonamento do horário de entrada: das 5 às 7 horas para os industriários, das 7 até 9 horas para prestadores de serviços e das 9 às 11 horas para trabalhadores do comércio essencial.

O ex-coordenador do Centro de Contingência do Coronavírus no Estado, José Medina, falou durante a coletiva sobre a expectativa deste pico da doença, que pode levar de dois a três meses para estabilização, caso não haja adesão completa às medidas. O atual diretor, João Gabbardo, reforçou que, caso as próximas duas semanas não tenham efeito, a progressão da doença poderá superar o teto da oferta de leitos no Estado para Unidade de Terapia Intensiva (UTI).

O secretário de Estado da Educação, Rossieli Soares, reiterou que apenas os serviços de alimentação e o encaminhamento de chips para uso de internet na rede pública serão permitidas nas escolas, ainda com agendamento prévio. Outro ponto, que está sendo também debatido com a rede particular é o adiantamento dos recessos nos períodos de abril e outubro.

Empenho

Doria pediu aos 645 prefeitos do Estado que sejam solidários na aplicação de medidas mais rígidas de fiscalização e punição. Desde a semana passada, Mogi já adota uma "Fase Vermelha Municipal", com o fechamento de todas as atividades não essenciais,.

Ações semelhantes foram debatidas entre os prefeitos das outras nove cidades do Consórcio de Desenvolvimento dos Municípios do Alto Tietê (Condemat), levando em consideração a progressão do número de casos. Um dos exemplos foi Suzano, que determinou o fechamento do Parque Municipal Max Feffer.

Igrejas

Segundo a Diocese de Mogi das Cruzes, as missas estão sendo transmitidas via internet. "Na verdade, a transmissão nunca parou mesmo quando as Igrejas puderam voltar a receber os fiéis, em junho de 2020. Em nenhuma hipótese, as missas deixam de ser celebradas", informou em nota. Sobre as ações de assistência a famílias vulneráveis, o trabalho é feito de maneira mais efetiva nas paróquias, através da Pastoral da Caridade.