Desassoreamento ocorre em três bairros de Suzano

Trabalhos seguem pelos bairros de Palmeiras
Trabalhos seguem pelos bairros de Palmeiras - FOTO: Divulgação/Secop Suzano

A força-tarefa pelo trabalho de desassoreamento do rio Taiaçupeba-Mirim, no distrito de Palmeiras, deu mais um passo na última semana com a atuação das equipes da Prefeitura de Suzano e da Companhia de Saneamento Básico do Estado de São Paulo (Sabesp). O serviço se concentra em trechos do Jardim Planalto, Parque Buenos Aires e Parque Palmeiras. O principal objetivo é evitar enchentes na região.

De acordo com o secretário municipal de Manutenção e Serviços Urbanos, Samuel Oliveira, a ação é resultado de diálogos anteriormente estabelecidos com a companhia. "A parceria segue com o trabalho durante março e todo o mês de abril, quando o Departamento de Águas e Energia Elétrica (DAEE) deverá também assumir o serviço no trecho final do rio, já na divisa com o município de Ribeirão Pires", explicou.

A divisão de tarefas entre os órgãos definiu que a Prefeitura de Suzano, por meio da Secretaria Municipal de Manutenção e Serviços Urbanos, está responsável pela ação nos trechos do Jardim Planalto e do Parque Buenos Aires, onde fica o ponto mais baixo do rio. O trabalho já é executado desde o final de fevereiro.

Já a Sabesp, se responsabiliza pelo desassoreamento do Taiaçupeba-Mirim no trecho entre o Parque Palmeiras e a rua Santa Gema, na Estância Americana. O serviço se iniciou na última semana. Por fim, o DAEE deverá assumir o trecho entre a rua Santa Gema e o município de Ribeirão Pires, a partir do final do mês de abril.

O trabalho conjunto entre a administração municipal e a Sabesp beneficia um trecho de cinco quilômetros, enquanto a atuação do DAEE se estende por outros seis quilômetros do rio.