Condemat se reúne com a PM

Em reunião realizada na manhã de ontem, o Consórcio de Desenvolvimento dos Municípios do Alto Tietê (Condemat) e comandantes de policiamento chefes do Comando de Policiamento de Área Metropolitano 7 (CPA/M-7) e CPAM-12, que atuam na área abrangida pelo consórcio, discutiram o reforço do apoio da PM na fiscalização das medidas restritivas impostas pela fase emergencial do Plano São Paulo, bem como ao "toque recolher", vigentes desde anteontem e que seguem até o dia 30.

Com o reforço do apoio da PM, em especial aos finais de semana e no período noturno, será possível intensificar ainda mais a fiscalização nos municípios, principalmente nos menores, que não possuem Guarda Municipal e que contam com equipes enxutas de fiscalização.

Durante a reunião o prefeito de Biritiba Mirim, Carlos Alberto Taino Junior (PL), o Inho, expôs a dificuldade enfrentada pelo município por conta da falta de estrutura na fiscalização, com poucos servidores e sem veículos caracterizados. "Temos uma estrutura muito enxuta e muitas vezes o servidor chega em um veículo comum para a abordagem e acaba sendo confrontado pela população", disse.

O prefeito Vanderlon Gomes (PL), por sua vez, abordou a credibilidade que a PM tem junto à população, o que irá ajudar nas questões de orientação e conscientização da população para o cumprimento das medidas.

Em resposta, os comandantes garantiram um estreitamento maior com as prefeituras, com a abertura de um canal de comunicação direto da PM com as secretarias de segurança pública e equipes de fiscalização.

"Vamos estabelecer um canal de comunicação para atuarmos de modo sincronizado e colaborativo visando a contenção de abusos em estabelecimentos comerciais e mitigando os pancadões", disse o comandante do CPA-M-12, coronel José Raposo de Faria Neto.

O Coronel Adriano Aranão, que responde pelo CPA/M-7 reafirmou o compromisso com a segurança da população. "Vamos juntar forças e empreender medidas possíveis e necessárias para auxiliar os municípios", disse.

Também participaram da reunião os majores Mendes e Ito, do CPA/M-12 e Januário, do CPA/M-7; o secretário executivo do Condemat, Adriano Leite; o secretário de Segurança Pública de Arujá, Washington Luís Beolchi Adami; o representante da Guarda Municipal de Arujá, Sidney Custódio de Souza e o coordenador da Câmara Técnica de Segurança, Anderson Caldeira Lima.

Mortes

O Alto Tietê registrou ontem 36 mortes por Covid-19. As vítimas registradas eram residentes nas cidades de Arujá, Ferraz de Vasconcelos, Itaquaquecetuba, Mogi das Cruzes, Poá, Santa Isabel e Suzano. A região chegou ontem a 2.481 óbitos por coronavíruss