Estado promete mais 60 leitos no Pezzuti e demanda aumenta

Unidade localizada em Mogi já está com 30 leitos
Unidade localizada em Mogi já está com 30 leitos - FOTO: Mogi News/Arquivo

O governo do Estado de São Paulo, por meio da Secretaria de Estado da Saúde, informou ontem que vai abrir outros 60 leitos exclusivos para tratamento de coronavírus (Covid-19) no Hospital Dr. Arnaldo Pezzuti Cavalcanti, no distrito de Jundiapeba em Mogi das Cruzes. A medida tem como meta evitar o colapso dos sistemas de saúde do Alto Tietê e na Grande São Paulo, sendo que em muitas cidades da região já apresentam incapacidade de receber novos pacientes.

Segundo a Pasta estadual, a unidade de retaguarda contará com 40 leitos de Unidade de Terapia Intensiva (UTI) e 50 de Enfermaria, somando-se aos leitos que começaram a ser instalados ontem, num total de 30 (sendo dez de UTI e 20 de Enfermaria), que estão sendo feitos de maneira gradual. No total, serão investidos, mensalmente, R$ 786 mil para o custeio do serviço, em um período inicial de seis meses de funcionamento.

A previsão das autoridades é de que os novos leitos sejam disponibilizados até o início da próxima semana, já para receber pacientes que possam estar na fila de espera por uma vaga de alta complexidade. O governo estadual também promete montar mais oito leitos de UTI e quatro leitos de enfermaria no Hospital Santa Marcelina de Itaquaquecetuba até o final deste mês, enquanto que o Hospital das Clínicas de Suzano está na fase de implantação de 30 novos leitos, sendo 20 de Enfermaria e dez vagas de alta complexidade.

A estratégia de novos leitos vem para suprir a crescente demanda por vagas na rede pública de saúde no que é considerada a segunda onda de infecções da Covid-19. Segundo a Pasta estadual da Saúde, o Hospital das Clínicas Luzia de Pinho Melo, em Mogi das Cruzes, tinha todos os 33 leitos de UTI ocupados. A taxa de ocupação de leitos da Grande São Paulo, segundo o governo estadual, estava em 90,7% para UTI e 84,6% para enfermaria.

A Prefeitura de Mogi das Cruzes informou ontem que dos 226 leitos de Enfermaria disponibilizados para o tratamento da pandemia, apenas 20 estavam desocupados, representando 91,1% de lotação. Todos os leitos de UTI contam com pacientes.

A Secretaria de Saúde de Suzano informou no final da tarde de ontem que todos os 71 leitos da cidade, entre Enfermaria e de alta complexidade, estão com pacientes.

Em Ferraz de Vasconcelos, a Secretaria de Estado da Saúde confirmou que, até anteontem, o Hospital Regional Dr. Osiris Florindo Coelho possuía todos os 26 leitos de alta complexidade fechados para novos pacientes. A unidade hospitalar é a única que atende na cidade.

Deixe uma resposta

Comentários